Reflexão do Dia: A Mãe e a Amante

A amante sempre teve um papel de assassina mandante. Quando lemos a historia de São João Batista, lá esta ela, a amante, como mandante do crime. Foi ela, Herodiades, mulher do irmão de Herodes, que tramou a assassinato ou o Martírio de São João Batista.

  Atendendo a uma nossa cara leitora, que pediu-me que falasse sobre o amor materno quero recontar a você uma historia que ouvi quando eu era criança, em minha cidade natal. Aos domingos eu ia `a missa com minha mãe, meu pai e meu irmão. O pároco era um homem muito culto, nobre, sóbrio. Ele era um ex-combatente da Segunda Grande Guerra, portanto sua vida era uma história. Um dia ele contou essa história que me impressionou muito. Era dia das mães e, para falar do amor de mãe, monsenhor Francisco Elos contou esse fato:

Certa vez um filho arrumou uma amante ou namorada que não prestava. O traia com todo mundo e usava ele como bode expiatório em muitas situações. O pobre rapaz, apaixonado e ingénuo, não dava conto do que se passava. Sua mãe mulher sabia, que o amava como fruto de suas entranhas, tentava coloca-lo a par do que estava acontecendo, mas ele alem de duvidar da mãe, contava tudo para a tal amante.

 Com medo, de que o dia a mãe pudesse convencer o filho das falcatruas dela, a amante tramou a morte da mãe do rapaz. Ela começou a dizer a ele, a chorar nos ombros dele, dizendo que não acreditava que ele a amasse. Mas ele sempre firme dizendo: não eu te amo como nunca amei ninguém! De repente ele diz a palavra magica: se você duvida da minha palavra, me pede o que você quiser que eu te darei como prova de meu amor, ainda que seja a vida de minha mãe. Ela então disse: tudo bem. Eu quero então, para ter certeza do seu amor o coração de sua mãe numa bandeja. O rapaz perdido de amor e de paixão, matou a própria mãe, colocou o coração numa bandeira e foi levar para a amante. No caminho ele tropeçou numa pedra. Naquele momento o coração se mexeu todo e o rapaz ouviu uma voz que lhe perguntou: machucou meu filho?

Amor de mãe e’ assim: ama incondicionalmente. Amor de mãe e’ um pouco do amor de Deus. A mãe, se preciso for, da a vida pelos filhos. Perdoa sempre. Nem a morte faz a mãe deixar de preocupar com o filho.

Uma resposta to “Reflexão do Dia: A Mãe e a Amante”

  1. deise Says:

    Ser mãe é ter nosso coração “andando” fora do nosso corpo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: