Archive for janeiro \23\+00:00 2010

Reflexao do Dia:Crucifixo do Haiti

janeiro 23, 2010

          

            Acabo de ver a imagem do Crucifixo da Igreja Sacre Coeur du Tugeau, no Haiti, exibida pelo Fantástico, programa da Rede Globo. O templo sagrado desabou e restou aquele Crucifixo, quase intacto, grande, erguido, exposto aos olhares que banham de lágrimas as noites haitianas. As pessoas param em frente a ele, choram e rezam.

Esta imagem provoca o ser pensante. Por que foi assim? Por que aquele Crucifixo resistiu ao equivalente a 30 bombas nucleares como a de Hiroshima? E Cristo ficou ali. Parece ser aquela Sexta-Feira Santa, em Jerusalém, no alto do Calvário.

Pus-me a pensar e contemplar a chocante cena. Abri as Sagradas Escrituras e pus-me a ouvir o Senhor. O Filho do Homem permaneceu naquele lugar, representado pela imagem, para dizer aos sofredores haitianos que eles não estão sozinhos. Jesus Cristo está crucificado com eles e eles com Cristo. “Suas dores são minhas dores; suas lágrimas são minhas lágrimas; seu sangue é o meu sangue. Estou na cruz despido, como vocês que agora se encontram despidos de tantos bens.” Como disse o Profeta Isaías: “a verdade é que ele tomava sobre si nossas enfermidades e sofria, ele mesmo, nossas dores” (Is 53,4).

         Os braços do Filho de Deus permaneceram abertos em Porto Príncipe para acolher o clamor de homens e mulheres transpassados pela lança da destruição, da fome, da sede, da perda de esperanças. O lado aberto do Cordeiro de Deus ficou ali, às margens da rua destruída, para dar descanso e consolo aos que ainda gritam por socorro debaixo dos escombros de uma cidade cujo concreto tombou sobre vidas cheias de sonhos. “Vinde a mim todos vós que estais cansados e fatigados sob o peso dos vossos fardos e eu vos darei descanso” (Mt 11,28). O Crucificado resistiu às forças cósmicas para dar refúgio e abrigo aos que vagueiam pelas ruas sem destino.

         O Crucifixo do Haiti foi mais forte que o terremoto para manter viva na mente e coração dos que por aquela rua passarem a boa notícia: “prova de amor maior não há, que doar a vida pelo irmão” (Jo 15,13). Ali ficou uma imagem sagrada feita de matéria, porém, ao seu lado, ficaram os corpos de homens e mulheres, que viveram até o fim o Mandamento Novo. Eles foram imagens vivas do Bom Pastor que dá a vida por suas ovelhas. Trata-se da Dra. Zilda Arns e quinze sacerdotes presentes naquela igreja no momento da tragédia. Eles estavam juntos porque queriam amar intensamente as crianças daquela nação que esperavam por vida e vida em abundância.

         O Crucifixo do Haiti permanece erguido e o Espírito de Deus fala aos corações das pessoas de bem que salvam aquela sofrida gente. “Pois eu estava com fome e me destes de comer; eu estava com sede e me destes de beber; eu era estrangeiro e me recebestes em casa; eu estava nu e me vestistes; eu estava doente e cuidastes de mim; … Todas as vezes que fizestes isso a um dos menores de meus irmãos, foi a mim que o fizestes!” (Mt 25, 35-36.40).

         O Crucificado ressuscitou e enviou do Pai o Espírito Santo renovando todas as coisas. Ele ficou naquela destruída rua para dizer: “Coragem, eu venci o mundo” (Jo 16,33). Em meio ao caos da maior tragédia enfrentada pela ONU, há esperança, a luz dissipa as trevas em cada pessoa resgatada com vida, e em cada criança amparada. E o brilho volta a resplandecer nos olhos que agora choram os mortos. É a força criativa e reconstrutora do Amor estampada no Crucificado do Haiti.

Pe. Francisco Agamenilton Damascena

Vice-reitor do Seminário Diocesano São José

Uruaçu – GO  – Janeiro de 2010

Reflexao do Dia: Oração a Santa Rita

janeiro 21, 2010

 

Oração a Santa Rita
Nos casos desesperados
Ó poderosa Santa Rita, chamada de Santa dos impossíveis, advogada dos casos desesperados, auxiliar na hora extrema, refúgio na dor, e salvação para os que se acham nos abismos do pecado e do desespero, com toda a confiança, no vosso celeste patrocínio, a vós recorro no difícil e imprevisto deste caso que dolorosamente me aflige o coração.
Dizei-me , Santa Rita não quereis auxiliar e consolar?
Afastarei o vosso olhar piedoso do meu pobre coração angustiado? Vós bem sabeis, vós bem conheceis o que seja o martírio do coração.
Pelos sofrimentos atrozes que padecestes, pelas lágrimas amargosíssimas que santamente chorastes, vinde em meu auxílio. Falai, rogai, intercedei por mim que não ouso fazê-lo ao Coração de Deus, Pai de misericórdia e fonte de toda a consolação, e obtende-me a graça que desejo. (Mencione-se a graça desejada).
Apresentada por vós, que sois tão cara ao Senhor, a minha prece será aceita e atendida certamente; valer-me-ei deste favor para melhorar minha vida e os meus hábitos, e para exaltar na terra e no céu as misericórdias divinas. Amém.
Pai-Nosso, Ave-Maria e Glória. (3x)

Reflexao do Dia: Conhecimento do futuro (Psigamma)

janeiro 21, 2010

Uma semana, antes da tragédia do Boeing da Gol, em setembro de 2006, a garota Hannah, 6 anos, disse à sua professora: “O avião do papai vai cair!” Assustada, a professora comunicou a Dalva, mãe da menina, que, simplesmente, desconversou:

“Bobagem, coisa de criança!”

Uma semana, depois, Hannah disse a uma babá, sua vizinha: “O avião do papai explodiu!” Naquele mesmo dia, 29 de setembro de 2006, o Boeing da Gol precipitava-se das alturas e embrenhava-se no seio da floresta amazônica, matando o pai de Hannah, Andréas Kowalski e mais 153 passageiros.

Hannah teve uma premo­nição espontânea, isto é, co­nheceu, diretamente, um fato antes do seu acontecimento.

Um outro fato: nau­frágio do navio “Titanic” na noite de 14 para 15 de abril de 1912.

No dia 23 do mês an­terior, – março – o Sr. J. O´ Connor reservara passagens no “Titanic” para si e seus familiares com destino á América. Dez dias antes do embarque, O’ Connor sonhou que “via o navio com a quilha ao ar e bagagens e passageiros flutuando ao redor”. Na noite seguinte, o mesmo sonho se repetiu. Tendo recebido notí­cias da América, informando que sua viagem não era ur­gente, O’ Connor cancelou os passaportes e não viajou, salvando-se do naufrágio com seus familiares ..

Esse fato está registrado no “Journal of Society for Psychical Reserarch” 1912 XV págs 265-268”

A premonição (precogni­ção em parapsicologia) é um fenômeno de conhecimento paranormal. A mensagem é captada pela mente, sem pas­sar por qualquer um dos cinco sentidos do corpo humano. É extra-sensorial, de natureza espiritual.

Todo ser humano é do­tado com essa faculdade de conhecimento denominada PSIGAMMA. (Psico-gnose = conhecimento psíquico)

Por ser espiritual, pres­cinde-se de obstáculos físicos ou materiais como paredes, vidro, água, montanhas, dis­tância, tempo, etc.

A premonição pode ocor­rer em circunstâncias espe­ciais: durante o sono natural em delírios causados pela fe­bre, com psiquismo alterado. Com mais freqüência quando emissor e receptor são ligados por laços afetivos: mãe/filho, esposa/esposo, namorados, etc. E, também, quando se trata de acontecimentos for­temente emocionantes de homicídio, suicídio, morte, acidentes, etc.

A existência, no ser hu­mano, de uma faculdade de conhecimento paranormal, ou extra-sensorial ou Psiga-gamma, está cientificamen­te demonstrada, através de milhares de experiências de laboratório e espontâneas.

Isso comprova que o ser humano não é, ape­nas, um conjunto de peles, músculos, nervos ossos etc, mas um ser: corpo ma­terial e alma espiritual ou um corpo espiritualizado ou um espírito encarnado, substancial e eternamente indissociáveis.

Pe. Francisco Monsef

Capelão da Vila Vicentina de Candeias-MG

Fonte: Jornal da Diocese de Oliveira MG

Reflexao do Dia: As lições do Haiti

janeiro 20, 2010

Chega de dramas! Meus colegas jornalistas escrevem “catástrofe”, “apocalipse”, “desgraça”, etc. Tudo isso já ouvi ou li seja nos jornais italianos que nos sites brasileiros. É certo que é uma situação dramática. Ficar somente nestes palavras é simples demais. É preciso transcender estes jargões conhecidos do povo. A lição do Haiti vai além dos alardes jornalistas ou das seitas que pregam o fim do mundo ou os finais dos tempos. Aqui se lê um grito de socorro da natureza. Um apelo de Deus à humanidade.

            Hoje vemos este povo sofrendo e nos emocionamos. Isto é certo! Mas quem não se emociona ao ver crianças, jovens e idosos sofrerem. Alguns jornalistas disseram: “eles perderam tudo”. Mas tudo o que? Eles não tinham nada. Mas isso, o mundo não sabe. Foi preciso um terremoto para acordar as nações ricas e as nossas consciências de indiferentes. Você sabe qual é a economia daquele país? Você sabe que língua eles falam? Para dizer a verdade, muitos nem sabiam que eles existiam. È preciso um terremoto para despertar a responsabilidade das pessoas… Triste! Muito triste isso…

            Olha só, é um país que esta classificado como o mais pobre do mundo. Não tem exercito. Não tem saúde, não tem escola. As leis são frágeis e o povo vive na miséria. Governo ditador (atenção pelo que Chaves pode fazer na Venezuela). Assim esse povo sempre vitimado de enchentes e alagamentos foram seguindo o curso sendo ignorado do resto do mundo. Mas volto às afirmações de meus colegas jornalistas: “eles perderam tudo”, mas tudo o que? Lá não tem médicos suficientes, enfermeiros suficientes, professores suficientes, dentistas… Onde esta o pais que os colonizaram? Amigo, ninguém perde o que não tem. Eles não têm nada disso. Eles não têm o básico, do ponto de vista da material.

            Eu quero dizer que eles não perderam o essencial. Eles não perderam o senso de ser gente. De amar seus filhos, suas esposas. Eles não perderam a esperança. Eles acreditam em Deus, acreditam nos homens, acreditam na vida. É um povo pobre, mas nobre. Sabem o real valor da vida. Me chamou a atenção ‒ e aqui esta uma lição de humanidade e de divindade ‒ quando a defesa civil (de outro pais, porque eles não tem defesa civil) salvou uma mulher grávida e o marido estampou um sorriso largo no rosto de felicidade. Este homem não tem casa, não tem trabalho, não tem comida, mas acolheu com amor a mulher e o filho que esta para nascer. O riso daquele homem é uma oração. É uma lição de vida. O riso daquele homem é a certeza da esperança, da existência de Deus. Ele não perdeu nada, porque tem amor no seu coração. Amor pela vida. Pela criança que esta para nascer. Ele é gente, entende de gente. Ama as pessoas e o dom que deus lhe deu ‒ de ser pai. Amigo, ele não perdeu a dignidade. Ele está contente porque vai nascer um filho.

            Enquanto isso, o pais que promete ser a terceira potencia do mundo, esta para aprovar o aborto. O homem ‒ que viu sua mulher e seu filho para nascer surgirem dos escombros como um milagre ‒ esta contente e feliz, mesmo sem “ter nada de material” e nos pais em franco crescimento querendo aprovar o “terremoto do útero”. Irmãos! Quanto este homem nos ensina e nos questiona. Sua vida é um evangelho vivo. Pena que ‒ como diz Jesus no Evangelho ‒ sabemos quando vai chover ou quando vai fazer frio, mas não sabemos ler os sinais de Deus.

Deus abençoe a todos

Pe. Camilo

Reflexao do Dia: SOLIDARIEDADE AO POVO DO HAITI

janeiro 19, 2010

A Igreja no Brasil está se mobilizando em favor dos necessitados no Haiti. Em nota divulgada hoje, o presidente da CNBB, dom Geraldo Lyrio Rocha, e o presidente da Cáritas Brasileira, dom Demétrio Valentim, lançam oficialmente a Campanha SOS Haiti, em solidariedade ao povo caribenho, atingido pelo pior terremoto dos últimos 200 anos.

”Neste momento, são necessárias iniciativas que demonstrem solidariedade internacional”, diz um trecho da nota. A Cáritas Brasileira esta produzindo o material publicitário a ser divulgado nas rádios e Tvs de todo o país.

Leia a íntegra da nota abaixo:

 SOLIDARIEDADE AO POVO DO HAITI

 “Esperando contra toda esperança” (Rm 4,18)

 Em meio às desalentadoras notícias que chegam a cada momento, dando conta das trágicas consequências do terremoto que afligiu o Haiti, ceifando tantas vidas e colocando abaixo trabalhos e sonhos, a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) se une à multidão de homens e mulheres que, nestas circunstâncias, têm “a ousadia de quem se atreve a esperar contra toda esperança”, para apresentar à Igreja e a todo povo do Haiti a solidariedade em orações, palavras e gestos.

 Neste momento, são necessárias iniciativas que demonstrem solidariedade internacional, como, por exemplo, o perdão imediato de toda a dívida externa do Haiti, que corresponde a 30% do seu pobre orçamento, e ações humanitárias que amenizem a dor e reanimem a esperança do povo haitiano.

 Movida por este sentimento de solidariedade, a CNBB e a Cáritas Brasileira lançam a Campanha SOS HAITI, em socorro à população atingida pelo terremoto.

 Conclamamos todas as comunidades eclesiais, paróquias e dioceses a promoverem, no próximo domingo, dia 17, ou no dia 24 de janeiro, ou em outra data conveniente, orações e coletas em dinheiro para as vítimas do terremoto no Haiti. Assim, nos unimos à campanha mundial promovida pela Caritas Internationalis em resposta ao apelo do papa Bento XVI.

 As doações poderão ser depositadas nas contas: Banco do Brasil – Agência: 3475-4 – Conta Corrente: 23.969-0; Caixa Econômica Federal – OP: 003 – Agência: 1041 – Conta Corrente: 1132-1; Banco Bradesco – Agência: 0606 – Conta Corrente: 70.000-2.

 Que a graça de Deus fortaleça nosso compromisso de caridade fraterna, inspire nossa generosidade e anime quem está a serviço das vítimas no Haiti.

 Brasília, 15 de janeiro de 2010

D. Geraldo Lyrio Rocha

Arcebispo de Mariana

Presidente da CNBB

 D. Demétrio Valentim

Bispo de Jales

Presidente da Cáritas Brasileira

E preciso dizer a verdade

janeiro 18, 2010

Na condicao de jornalista e homem de Deus, tenho o dever de advertir as pessoas sobre o que acontece. E muito comum ouvir dizer que a pedofilia dos padres e porque eles nao se casam. Isso e FALSO porque como voce pode ver, tem mais pastores casados pedofilos do que padres solteiros pedofilos. O papa e a Igreja nunca fecharam os olhos para esse drama. O Papa Joao Paulo II criou a expressao tolerancia zero pra dizer que a Igreja catolica nao tolerara padres pedofilos. O Papa Bento XVI falou varias vezes condenando a pedofilia. Os pentecostais em vez, nunca se pronunciaram contra a pedofilia dentro da Igreja deles. Tem outro fato ainda, porque tem  muitos pastores, a midia nao da atencao e estes fatos. Mas e altissimo o numero de pastores pedofilos conforme voces verao abaixo. Disse isso para responder ao leito Charles que se referiu aos padres pedofilos. Como jornalista, cabe a mim, informa-lo que no ramo pentecostal tambem tem pedofilos e um numero altissimo. Muito superior ao que se tem no catolicismo romano. Amigos abram vossos olhos. Nos catolicos reprovamos os padres pedofilos. Mas gracas a Deus nao chegam a 1% do clero em todo o mundo. E os Evangelicos nao vao dizer nada sobre a pedofilia dos pastores?

Que Deus abencoe a todos.

Pastor de igreja evangélica Quadrangular é acusado por abuso sexual

janeiro 18, 2010

Plantão – Pastor acusado de Pedofilia

janeiro 18, 2010

Pastor foge com menina de 14 anos

janeiro 18, 2010

Pastor Pedófilo em Teresópolis

janeiro 18, 2010