Reflexao do dia: A Italiana que o mundo inteiro ama.

Ontem dia 26 de Fevereiro (2010), tive o prazer de visitar o Santuário de Santa Rita de Cassia, na Itália, onde vivo, a mais de três anos. Muitas coisas me chamaram a atenção, mas uma em especial: O Espírito de Oração. Fiz uma boa confissão quaresmal e concelebrei a Missa do meio dia, na capela onde foi sepultada Santa Rita. Uma capela pequena, mas muito aconchegante. Esta capela é conexa à Basílica, que só veio ser construída mais tarde. Porém é toda coligada, ou seja, da Basílica – por uma porta – se entra na Capela antiga, onde se tem missa nos dias de semana. Foi ali que eu celebrei ontem (observe a foto acima).

A historia de Santa Rita na minha vida é no mínimo intrigante. Na minha primeira Paroquia – Santuário do Senhor Bom Jesus do Livramento, em Liberdade – um senhor havia doado um terreno para a construção de uma Igreja dedicada a Santa Rita. Na época o padre aceitou a doação do terreno, mas não tomou providencias. Então a prefeitura de Liberdade queria fazer uma praça no terreno ou um canteiro de flores ou coisa do género. Então eu entrei em campo para reaver o terreno. Com o apoio de dois prefeitos – o que saiu no final de 1996 e o que entrou em 1997 – e u e meu grande amigo, de saudosa memoria, João Carreiro, partimos em um dia de manha para a cidade de Caxambu para falarmos com o senhor que havia doado o terrenos e que já não era mais católico, para sustentar diante do Juiz que doou o terreno à Igreja. Esse senhor que era Irmão de sangue do Sr. João Carreiro, nos recebeu muito bem e nos deu sua palavra. Na época o Juiz de Andrelandia deu causa ganha para a Igreja.

Em Janeiro de 1998 tomei posse na Paroquia de São Miguel e Almas em Santos Dumont. Lá fundei a primeira comunidade da minha vida de padre e foi dedicada a Santa Rita. Assim fizemos uma belíssima Igreja de Santa Rita com material de primeira. Foi também a primeira Igreja que administrei a construção.

Agora o bispo me nomeou pároco da Paroquia de Santa Rita em Juiz de Fora. Isso tudo é graça de Deus. Vejo nisso tudo um sinal, por isso quis visita-la em sua Igreja original e fui muito bem recebido pelos padres e irmãs (monjas) agostinianos (as). Assinei a revista de Santa Rita, para receber ai no Brasil, direto da Itália, as informações.

Que Santa Rita nos abençoe!

Em breve publicarei um livro sobre Santa Rita. Aguardem!

De Roma,

Pe. Camilo

Anúncios

2 Respostas to “Reflexao do dia: A Italiana que o mundo inteiro ama.”

  1. Marly Liva B.Mendes Says:

    Está muito chik na sua capela,a casula é lindíssima,como vc sempre gostou. Eu quando fui em excurção para a Itália visitei a cidade de Cássia e de todas foi a que mais me imprecionou,muito linda a cidade e a Igreja visitei e achei tudo maravilhoso,os jardins nem se fala belíssimos…A Santa Rita em tamanho natural,muito imponente no pátio da paróquia. Gostaria de voltar lá de novo. Faça uma boa viagem de volta ao Brasil e que Santa Rita te proteja. Grande abraço.Marly

  2. brantonio Says:

    Ok Marly. E lindo aquele lugar. Ate as montanhas dizem alguma coisa.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: