Sao Lucas padroeiro dos medicos e artistas plasticos

Foi São Lucas evangelista, foi pintor, foi médico. Admirável, quando com três dedos tomava a pena como evangelista; admirável quando com três dedos tomava o pincel como pintor; admirável quando com três dedos tomava o pulso como médico.” (Pe. Antônio Vieira – Sermão do Evangelista São Lucas).

Somente um mestre das palavras como Pe. Vieira poderia perceber a grandeza deste evangelista e descrevê-lo à altura de sua produção artística.

Com certeza Lucas foi uma pessoa muito culta e hábil na arte de escrever demonstrando ser um artista delicado e um historiador muito atento. Parece conhecer muito bem a historiografia da época, refletindo os acontecimentos com Jesus (que se passaram na cultura e geografia Judéia) com base na cultura grega. Lucas é de origem grega – pagão – e provavelmente tornou-se cristão pela pregação dos discípulos de Jesus. Antes de escrever seu Evangelho entre os anos 80 e 90, também é provável que tenha lido os evangelhos de Marcos e Mateus, fontes estas que lhe serviram de inspiração para que escrevesse sua obra.

Porém, Lucas difere-se dos outros evangelistas não somente pelo seu jeito de escrever e sua proveniência grega. Sua originalidade está em ter escrito uma dupla obra histórico religiosa: O Evangelho, onde relatará o ensino, a atividade e o destino de Jesus e o Atos dos Apóstolos, em que falará dos primórdios da Igreja. Assim ele quer desenvolver uma história da Salvação que começa com o povo de Israel e culmina em Jesus e na Igreja Primitiva. Por isso seu Evangelho também é conhecido como o “Evangelho do Caminho”: o caminho que Jesus percorre da Galiléia rumo (subida) à Jerusalém, o lugar da morte, ressurreicão e missão. Caminho este que todo cristão deve percorrer com o mestre. Entendamos desta forma não como uma trajetória geográfica, mas como um caminho teológico, espiritual, onde o cristão vai amadurecendo na compreensão de sua missão como seguidor de Jesus. Um “itinerário” da Salvação.

Logo no início do Evangelho temos uma indicação do destinatário desta obra: Teófilo! Este tanto pode ser considerado como uma pessoa, como também um público mais vasto, já que Theo+filos significa em grego “amigo de Deus”. Porém, somente lendo-o é que perceberemos que na verdade os destinatários são as comunidades cristãs espalhadas pelo império romano com as seguintes características: a) Urbanas (a palavra cidade aparece 40 vezes); b) Conflitos sociais entre ricos e pobres (Lc 6,20-23.24; 12,16-21); c) Convertidos (Lc 23,34); Jesus dá muita atenção às mulheres; d) Quer incentivar as comunidades que estão desanimadas por volta do ano 80.

Podemos dividi-lo em quatro partes: 1) Introducão Geral (1,1-4,13); 2) Missão de Jesus na Galiléia (4,13 – 9,50); 3) Subida para Jerusalém (9,51 –19,27); 4) Jerusalém (19,28 – 24,53). Com esta divisão podemos notar nitidamente a intenção progressiva do evangelista em traçar a trajetória de Jesus até Jerusalém.

Lucas tenta responder duas questões marcantes que perpassam todo o Evangelho: a)Quem é Jesus? b) O que significa ser seguidor de Jesus? Tentando responder estas questões, Jesus então nos é apresentado como Salvador do Mundo (2,30-32); Libertador dos pobres (4,18-19); Profeta de Deus (24,19); Alguém de muita oração e ação (6,12; 11.1-13). Ser seu seguidor neste caso consiste em: Caminhar com Jesus (9,57-62); Ser misericordioso (10,29-37); Ter cuidado com a ganância (12,33-34); Seguir o caminho de Jesus fazendo o que ele fez (14,25-33). Jesus é apresentado como o homem da comunhão universal. Ele não recusa o convite de ninguém, só não aceita ser bajulado. Vai aonde o convidam, mas não esconde as razões do Reino que anuncia.

Assim, como um bom médico tem no coração das pessoas o indicador do pulsar da vida, nosso “médico evangelista” também nos apresenta o coração de sua obra no capítulo 15, no qual encontramos três parábolas da misericórdia que nos revelam, na figura de Jesus, a pedagogia do Pai. Jesus vem resgatar aquilo que estava perdido: a ovelha, a moeda e o filho. Independentemente de quantos se perdem, basta que um esteja perdido para que se torne objeto de preocupação principal. Lucas nos revela que o universo inteiro sofre quando se perde, por que isso faz sofrer a Deus.

E é neste intuito de sermos criativos e inovadores que este evangelista nos deve estimular para que respondamos os desafios do mundo atual. Que o médico, o historiador e o artista Lucas nos sirva de exemplo para que usemos de todos os dons que dispomos quando formos dar o testemunho autêntico de “quem é Jesus para nós”.

Anúncios

Uma resposta to “Sao Lucas padroeiro dos medicos e artistas plasticos”

  1. Patricia Says:

    Amo São Lucas!!Ele combina duas imagens de um dos homens mais importantes da igreja cristã primitiva,caracterizado pela constante preocupação com o sofrimento de enfermos,oprimidos e pobres.
    Parabens pelo texto e por nos trazer mais informação a respeito deste grande homem.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: