Os Grandes Santos de Outubro

Grandes santos são celebrados em outubro. A Mãe do Senhor é lembrada em dois momentos especiais: dia 7, com a festa de Nossa Senhora do Rosário; dia 12, a Santa Padroeira do Brasil, Nossa Senhora Aparecida. A primeira recorda o grande milagre da libertação da Igreja contra o ataque bélico de infiéis mulçumanos, em Lepanto-Itália, no ano de 1582, quando o Papa Pio V institui a festa que nunca mais deixou de ser celebrada. A segunda recorda o encontro da imagenzinha negra da Senhora da Conceição, em 1717, no rio Paraíba, cujas águas nascem em nossa região. O pequeno símbolo se tornou sinal visível da misericórdia divina, pois Deus tem realizado milagres através deste meio.
O mês de outubro se abre com a festa de Santa Terezinha do Menino Jesus (França, 1873-1897), a jovem contemplativa que do claustro carmelitano de Lisieux, se tornou padroeira mundial das missões e, com seus escritos místicos, é reconhecida doutora da Igreja. Dia 2, os santos Anjos da Guarda são venerados como expressão da proteção divina para cada ser humano. Dia 3, o Brasil recorda seus primeiros mártires beatificados, André de Soveral, Ambrósio Francisco e mais 28 companheiros, mortos por calvinistas no Maranhão, no ano de 1645. Dia 4 é dia de São Francisco de Assis, modelo de ardoroso amor a Cristo pobre, casto e obediente; exemplo acabado de desapego das coisas materiais e das vaidades humanas, e pai da ecologia. Dia 5, celebra-se São Benedito (Itália, 1526-1589), padroeiro dos cozinheiros, modelo de humildade e oração. Dia 6, São Bruno (Alemanha, 1035-1101) é apresentado como ícone da contemplação, tendo fundado os austeros mosteiros cartuxos. Dia 15 de outubro, Santa Teresa d’Avila (Espanha, 1515-1582), reformadora dos carmelos no difícil século XVI, doutora que se torna padroeira dos professores e professoras. Dia 17, o grande Santo Inácio de Antioquia (Síria, 50 – 107) nos ajuda a celebrar a teologia e a vida da Igreja na época sub-apostólica.
Dia 18, a Igreja volta-se para a figura impar de São Lucas, autor do terceiro Evangelho e do livro dos Atos dos Apóstolos, rezando especialmente pelos médicos. Dia 22, pela primeira vez, celebrar-se-á o dia do Beato João Paulo II, santo que viveu entre nós como peregrino da paz, apóstolo da Eucaristia, mestre de eclesiologia e papa da juventude. Teremos, em Juiz de Fora, a alegria de instalar neste dia a primeira paróquia do Brasil em sua honra. Dia 25, nosso país novamente se une para honrar o primeiro santo canonizado nascido em seu território, Santo Antônio de Santana Galvão. E, por fim, a Igreja celebra os santos apóstolos Judas Tadeu e Simão, modelos eloqüentes de fidelidade a Cristo e à missão.
Outubro bem podia ser chamado também de mês da santidade impulsionadora dos discípulos e missionários.

Dom Gil Antônio Moreira – arcebispo metropolitano de Juiz de Fora

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: