Archive for outubro \25\UTC 2011

Arquidiocese JF premia jornalistas com I Troféu Imprensa

outubro 25, 2011

Denúncias sobre o desperdício de alimentos e seu impacto na sociedade que passa fome e sobre a falta de gentileza que impera na sociedade atual. Divulgação de campanha de doação de sangue entre idosos, do aleitamento materno e do trabalho desenvolvidos pelos médicos do barulho, que levam alegria a pacientes nos hospitais. Notícia da criação da nova paróquia Beato João Paulo II. Esses foram os temas das matérias vencedoras do I Troféu Imprensa Arquidiocese JF (confira abaixo as matérias). A premiação aconteceu nesta sexta-feira, dia 21, véspera da festa do Beato João Paulo II, saudoso Papa que foi grande incentivador da comunicação.

O critério para inscrição era que as matérias contemplassem a verdade, liberdade e autenticidade de vida. O coquetel de premiação foi conduzida pelo arcebispo metropolitano, Dom Gil Antônio Moreira. Mais de 50 jornalistas compareceram ao Seminário Arquidiocesano Santo Antônio.

 Os jornalistas premiados foram:

 – Troféu Pe. Wilson Vale (categoria Rádio Profissional): Sílvia Helena de Figueiredo Germano, com a matéria Campanha você é o exemplo”.

 – Troféu Pe. Wilson Vale (categoria Rádio-Estudante): Antonione Alves Grassano, com a matéria Semana do Aleitamento Materno, em parceria com a coordenadora de comunicação, Sílvia Helena de Figueiredo Germano.

 – Troféu Dom Geraldo Penido (categoria Tv Profissional): Michele Fonseca Pacheco, com a matéria “Um trabalho voluntário que já dura 15 anos e faz a diferença”, em parceria com o repórter cinematográfico, Robson Rocha e com o editor de reportagem, Davi Ferreira.

 – Troféu Dom Geraldo Penido (categoria Tv Estudante): Cíntia Charlene da Silva, com a matériaGentileza, em parceria com a Cinegrafista, Glória Maria Baltazar, e sob orientação do Professor Doutor, Márcio de Oliveira Guerra.

 – Troféu Monsenhor Burnier (categoria Impresso Profissional): Mariana Nicodemus, com a matéria, 22 mil toneladas de alimentos desperdiçados”, em parceria com o fotográfo, Leonardo Costa.

 – Troféu Monsenhor Burnier (categoria Impresso Estudante), foi: Wildemar Aquino, com a matéria Paróquia dedicada ao Beato João Paulo II”.

Dentre dezenas de inscritos, a comissão de jurados instituída pela arquidiocese contemplou dois trabalhos (profissional e estudante) em cada categoria. Os premiados receberam troféu e certificado. Apresentação do Coral do Caed, da Universidade Federal de Juiz de Fora, sob a regência do maestro Ciro Tabet, também fez parte da programação.

O I Troféu Imprensa Arquidiocese JF segue a espiritualidade da semana do 45º Dia Mundial das Comunicações (dia 05 de junho de 2011), com o tema, instituído pelo papa, “Verdade, anúncio e autenticidade de vida, na era digital”. O lançamento aconteceu em um jantar para os jornalistas no dia 09 de junho.

Anúncios

Reflexão do Dia

outubro 24, 2011

SOS CEFLÃ

outubro 24, 2011

As pessoas podem participar da campanha doando a quantia de R$10,00. A cada oferta, será entregue um bilhete contendo dois números. Desta forma, os colaboradores vão concorrer a brindes, como um automóvel, uma TV 32”, um notebook, uma máquina de lavar roupa, e um hometheater. O sorteio acontecerá no dia 06 de junho de 2012, no Seminário Arquidiocesano Santo Antônio.

Você pode adquirir sua doação na secretaria da Paroquia de Santa Rita ou nas Sacristia depois de cada Missa, Novena ou celebração.

Participe!

Os Grandes Santos de Outubro

outubro 24, 2011
Grandes santos são celebrados em outubro. A Mãe do Senhor é lembrada em dois momentos especiais: dia 7, com a festa de Nossa Senhora do Rosário; dia 12, a Santa Padroeira do Brasil, Nossa Senhora Aparecida. A primeira recorda o grande milagre da libertação da Igreja contra o ataque bélico de infiéis mulçumanos, em Lepanto-Itália, no ano de 1582, quando o Papa Pio V institui a festa que nunca mais deixou de ser celebrada. A segunda recorda o encontro da imagenzinha negra da Senhora da Conceição, em 1717, no rio Paraíba, cujas águas nascem em nossa região. O pequeno símbolo se tornou sinal visível da misericórdia divina, pois Deus tem realizado milagres através deste meio.
O mês de outubro se abre com a festa de Santa Terezinha do Menino Jesus (França, 1873-1897), a jovem contemplativa que do claustro carmelitano de Lisieux, se tornou padroeira mundial das missões e, com seus escritos místicos, é reconhecida doutora da Igreja. Dia 2, os santos Anjos da Guarda são venerados como expressão da proteção divina para cada ser humano. Dia 3, o Brasil recorda seus primeiros mártires beatificados, André de Soveral, Ambrósio Francisco e mais 28 companheiros, mortos por calvinistas no Maranhão, no ano de 1645. Dia 4 é dia de São Francisco de Assis, modelo de ardoroso amor a Cristo pobre, casto e obediente; exemplo acabado de desapego das coisas materiais e das vaidades humanas, e pai da ecologia. Dia 5, celebra-se São Benedito (Itália, 1526-1589), padroeiro dos cozinheiros, modelo de humildade e oração. Dia 6, São Bruno (Alemanha, 1035-1101) é apresentado como ícone da contemplação, tendo fundado os austeros mosteiros cartuxos. Dia 15 de outubro, Santa Teresa d’Avila (Espanha, 1515-1582), reformadora dos carmelos no difícil século XVI, doutora que se torna padroeira dos professores e professoras. Dia 17, o grande Santo Inácio de Antioquia (Síria, 50 – 107) nos ajuda a celebrar a teologia e a vida da Igreja na época sub-apostólica.
Dia 18, a Igreja volta-se para a figura impar de São Lucas, autor do terceiro Evangelho e do livro dos Atos dos Apóstolos, rezando especialmente pelos médicos. Dia 22, pela primeira vez, celebrar-se-á o dia do Beato João Paulo II, santo que viveu entre nós como peregrino da paz, apóstolo da Eucaristia, mestre de eclesiologia e papa da juventude. Teremos, em Juiz de Fora, a alegria de instalar neste dia a primeira paróquia do Brasil em sua honra. Dia 25, nosso país novamente se une para honrar o primeiro santo canonizado nascido em seu território, Santo Antônio de Santana Galvão. E, por fim, a Igreja celebra os santos apóstolos Judas Tadeu e Simão, modelos eloqüentes de fidelidade a Cristo e à missão.
Outubro bem podia ser chamado também de mês da santidade impulsionadora dos discípulos e missionários.

Dom Gil Antônio Moreira – arcebispo metropolitano de Juiz de Fora

Aos que vão fazer provas do ENEM

outubro 22, 2011

Oração para antes dos estudos (S. Tomás de Aquino)

Criador inefável, que,
no meio dos tesouros da vossa Sabedoria,
elegestes três hierarquias de Anjos
e as dispusestes numa ordem admirável
acima dos Céus,
que dispusestes com tanta beleza
as partes do universo,
Vós, a Quem chamamos
a verdadeira Fonte de Luz e de Sabedoria,
e o Princípio supereminente,
dignai-Vos derramar
sobre as trevas da minha inteligência
um raio de vossa clareza.

Afastai para longe de mim
a dupla obscuridade na qual nasci:
o pecado e a ignorância.
Vós, que tornais eloquente
a língua das criancinhas,
modelai a minha palavra
e derramai nos meus lábios
a graça de vossa bênção.

Dai-me a penetração da inteligência,
a faculdade de lembrar-me,
o método e a facilidade do estudo,
a profundidade na interpretação
e uma graça abundante de expressão.

Fortificai o meu estudo,
dirigi o seu curso, aperfeiçoai o seu fim,
Vós que sois verdadeiro Deus
e verdadeiro homem,
e que viveis nos séculos dos séculos.

Amem.

Primeira do Brasil: Arquidiocese JF terá primeira Paróquia Beato João Paulo II do país

outubro 22, 2011

 

paroquia_beato_jpii
*Matriz Nossa Senhora Aparecida – sede provisória da paróquia

     

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

A Arquidiocese de Juiz de Fora vai ter a primeira paróquia do Brasil, autorizada pela Santa Sé, com o nome do Beato João Paulo II. A data de criação é dia 22 de outubro, na sede provisória da nova paróquia (a matriz é a Igreja Nossa Senhora Aparecida que fica na Rua Jarcil Firmino Pinheiro, 30 – bairro Nova Era, zona norte de Juiz de Fora/MG).

Embora o dia dedicado ao beato seja 22 de outubro, data que também vai marcar a festa de criação da nova paróquia, os preparativos já começam no dia 16, próximo domingo. É que a comunidade realiza a Semana de Oração pela Paz. Durante seis dias, sempre às 19h30, os fiéis vivem momentos de reflexão e oração presididos por sacerdotes arquidiocesanos.

No dia 22 de outubro, a festa começa às 17h com procissão pelas ruas do bairro (saindo da Igreja de São Vicente – Rua Jair da Silva Spinelli, 111, Nova Era – passando pela rua Dr. Dias da Cruz, chegando à Igreja N. Sra Aparecida). Na chegada, tem missa às 18h, presidida pelo arcebispo metropolitano, Dom Gil Antônio Moreira, que vai oficializar a criação da Paróquia Beato João Paulo II.

A comunidade surgiu da divisão do território atual da Paróquia Nossa Senhora de Fátima (bairro Santa Cruz). A sede da nova paróquia fica na matriz Nossa Senhora Aparecida, no bairro Nova Era. Posteriormente vai ser construída uma nova sede, com padroeiro João Paulo II. O território abrange também as comunidades: Sagrado Coração de Jesus (Jardim dos Alfineiros), Santa Lúcia Filippini (Santa Lúcia), Santo Antônio (Nova Era II), Santa Ângela (Jardim Santa Isabel) e São Vicente (Nova Era).

O decreto de autorização do Vaticano

Em junho de 2011, Dom Gil Moreira fez o pedido ao Vaticano para criar uma paróquia dedicada a João Paulo II. A resposta positiva da Congregação Sobre o Culto Divino e Disciplina de Sacramentos, instância do Vaticano que cuida desses processos, veio no dia 1º de julho.

De acordo com as normas da Igreja, a veneração a um beato é restrita, ou seja, não é toda paróquia que pode celebrar a festa, apenas aquela que o tem como padroeiro. Assim, o responsável pela paróquia, Pe. João Francisco Batista, acredita que o olhar de todo o Brasil vai se voltar para a cidade. “É um privilégio para a Arquidiocese conseguir prestar esse culto à sua memória”, finaliza o religioso.

Depoimentos

Segundo Pe. João Francisco, quando a comunidade foi consultada pelo arcebispo, a resposta foi positiva. “Todos já esperavam que a paróquia fosse criada. Estou muito feliz, o trabalho é promissor”, afirma.

O sacerdote também destacou a importância da escolha do nome do Saudoso Pontífice. “Beato João Paulo II anuncia a paz em um contexto de guerra e pós-guerra e é uma figura de santidade no mundo moderno. O papa foi muito acolhido no Brasil, onde foi chamado de ‘João de Deus’ e ‘Papa da Paz’”, declara.

A paróquia do bairro Nova Era foi a primeira paróquia do Brasil, autorizada pela Santa Sé a ter o nome do Beato João Paulo II. Outras dioceses do país também fizeram o pedido, mas a Arquidiocese de Juiz de Fora foi a primeira a fazer a solicitação.

João Paulo II

João Paulo II foi papa entre 16 de outubro de 1978 e 2 de abril de 2005, quando faleceu após mais de 25 anos como Sucessor de São Pedro.

No dia 13 de Maio de 2005, apenas quarenta e dois dias após a morte de João Paulo II, o papa Bento XVI anunciou o início imediato do processo de canonização de Karol Wojtyla, dispensando o prazo canônico de cinco anos para a promoção da causa. Ainda em dezembro de 2009, o atual Papa assinou o decreto que reconhece as “virtudes heróicas” de Karol Wojtyla, primeiro passo para a beatificação.

Foi beatificado no dia 1º de Maio, domingo da Divina Misericórdia. A data escolhida para a beatificação recorda a celebração litúrgica mais próxima da morte de João Paulo II, que faleceu na véspera da festa da Divina Misericórdia.

Após a sua beatificação, em 1º de maio, no Vaticano, terá sua memória celebrada na diocese de Roma e nas dioceses da Polônia no dia 22 de outubro, dia em que inaugurou seu pontificado, em 1978.

Ser proclamado beato é o terceiro passo no caminho da canonização. O primeiro é Servo de Deus, o segundo venerável, o terceiro beato e o quarto, santo. Para ser santo é necessário comprovar intervenção em dois milagres.

*Fonte: ww.cnbb.org.br

Nem tudo é Gratidão de verdade

outubro 20, 2011

Numa de suas orações, na Liturgia das Horas, a Igreja pede ao Senhor: “Dai-nos força para resistir à tentação, paciência na tribulação, e sentimentos de gratidão na prosperidade.” Ante os desafios, diante das dificuldades e perante o bem estar, a pessoa se volta para Deus, com sentimentos que revelam o seu estado de espírito.

A “gratidão na prosperidade” é a forma de oração de quem vê, com o olhar de Deus, seus êxitos e conquistas materiais, profissionais, financeiras e sociais. Na educação familiar, desde cedo, as crianças são orientadas a demonstrarem sua gratidão por bens recebidos e por gestos atenciosos; na vida escolar, crianças, adolescentes e jovens recebem uma formação nesse sentido, como elemento da educação integral; na convivência social, as pessoas, intimamente, se ressentem quando alguém, por inadvertência ou desconsideração, deixa de manifestar sua gratidão, em face de uma atitude de cortesia, por mais simples que tenha sido. Via de regra, o sentimento de gratidão se exprime em razão de coisas boas, de experiências satisfatórias, de fatos agradáveis que aconteceram na convivência humana. Enfim, no processo das relações interpessoais, a expressão da gratidão é uma questão de delicadeza.

Na relação com Deus, a manifestação de gratidão também tem seu lugar. Conforme ensina o Catecismo da Igreja Católica, em sua oração, os fiéis adoram a Deus, suplicam-lhe seu auxílio, agradecem seus favores e invocam o perdão de seus pecados. Portanto, a gratidão está presente na mente, no coração e nos lábios dos orantes. Por estarem diante de Deus, em oração, os fiéis encontram motivo para agradecer mesmo na adversidade e no sofrimento, quando descobrem a sua razão de ser, conseguindo extrair daí lições proveitosas. É óbvio que prevalece na oração de gratidão o reconhecimento pelos êxitos e conquistas, em relação a bens adquiridos e posições alcançadas. É comum ver-se nas ruas e estradas um adesivo no parabrisa traseiro de carro de luxo: “Foi Deus que me deu”. É uma afirmação dúbia! Pode passar a ideia de um Deus discriminador: ao rico, dá um carro de luxo; ao pobre, dá uma carroça, puxada por ele mesmo; ao rico, uma mansão, à beira mar, ao pobre uma casa nas encostas do morro. Sem dúvida, a expressão veicula a concepção da “teologia da prosperidade”, muito presente em algumas Igrejas evangélicas. Essa corrente teológica explora a linha do dar dinheiro à Igreja para receber bens materiais de Deus; para seus pregoeiros, a oração é meio, é “pano de fundo” nesse encontro com Deus, uma vez que, na verdade, o interesse está na prosperidade.

Outra, completamente diferente, é a oração de “gratidão na prosperidade”. Na oração de gratidão, liturgicamente, oração de “ação de graças”, a pessoa tem consciência da ação da graça de Deus, nos seus êxitos e conquistas. Essa ação de Deus se faz presente mediante os estímulos de que necessita a personalidade de cada um: oração, força de vontade, perseverança, equilíbrio, previdência, dedicação, estudo, trabalho e muitos outros. Fica claro, pois, que a ação de Deus não dispensa, antes, conta com a participação da pessoa, de conformidade com a realidade concreta em que se encontra. Sem dúvida, quando se converte num benefício compartilhado pela família e pela comunidade, a prosperidade de uma pessoa é motivo para sua prece de gratidão, porque é prece que agrada a Deus.

Fonte: site CNBB Dom Jacinto

Reflexão do Dia: Coração de criança

outubro 17, 2011
Coração de Criança


Grande Homem, Grande Mulher são aqueles que não perderam o Coração de Criança.

Todo mundo carrega dentro de si uma criança.

E todo mundo aprende a reprimi-la para ser adulto.

Crescemos e “temos” que ser sérios.

Quantas vezes você já não ouviu alguém dizer: “pára de ser criança!”?

E desde quando precisamos deixar de ser crianças?

Fique feliz simplesmente por ficar, sorria e ria sem motivo, ria de você, dos seus problemas, do ridículo das situações…

E acredite na pureza do ser humano…


 Nós estamos na semana das crianças, feliz aquele que tem um coração de criança, e o  amor incondicional do
Senhor nos leva a mudarmos para um coração de criança.

E se mudamos para um coração de criança, porque não podemos mudar o nosso bairro, o nosso trabalho, o nosso país
e até mesmo o mundo?

Fonte: Uma amiga por e-mail

Bíblia personalizada

outubro 15, 2011

A paróquia de Santa Rita adquiriu bíblias personalizada. O fiel pode adquirir na secretaria da paróquia e dar de presente de Natal. Com letras grandes e uma tradução atual, a Bíblia de Santa Rita traz, nas primeiras paginas, orações que todo bom católico deve saber.

Preço da Bíblia apenas 16 reais.

Missa para os pintores Domingo, 16 de outubro, às 17h

outubro 13, 2011

Juiz de Fora – MG, 13 de outubro de 2011.

IGREJA SÃO LUCAS

Rua Luiz Fávero, 175 – Marumbi.

Juiz de Fora – MG

Ilmo Sr. Pintor ou Artista Plástico

 

A comunidade de São Lucas tem a alegria de convidar o Sr. e sua nobre Família para a Missa dedicada aos artistas plásticos e pintores, a realizar-se no dia 16 do corrente mês, às 17h., na Igreja de São Lucas, no endereço supra mencionado. Com esta Santa Missa, nossa comunidade cristã, quer agradecer a Deus pela vida e ministério que o senhor presta ao povo. Os artistas plásticos e pintores são arquitetos do belo que revela Deus. Que São Lucas evangelista, padroeiro dos artistas plásticos e pintores, possa rogar a Deus chuvas de Bênçãos sobre seus projetos.  

Nossa comunidade sentirá honrada com a presença do Sr. e de seus familiares. E que Jesus, Mestre dos mestres te dê saúde, paz, harmonia e amor para que seu apostolado de vida seja sempre mais fecundo.

Com amizade e admiração,

Pe. Antônio Camilo de Paiva 

e

 Comissão Administrativa