Momento do Sínodo:EVANGELIZAR: MISSÃO DE TODOS

EVANGELIZAR: MISSÃO DE TODOS

Muitas reuniões e seminários estão sendo realizados nas paróquias e foranias para estudar e aprofundar o Documento Conclusivo do I Sínodo Arquidiocesano. Nestas oportunidades, surgem perguntas que merecem nossa atenção. Refletir tais questões é necessário para manter a bênção do diálogo e da participação que conduziu todo o caminho do Sínodo Arquidiocesano.

1. O Documento do Sínodo não deveria passar por uma terceira depuração para que fossem agrupadas ou eliminadas as muitas repetições? Por que foram mantidas indicações concretas que se repetem duas e até três vezes? 

Tais repetições, que de fato estão presentes no texto e permanecerão, em primeiro lugar, apontam para o longo processo de recepção das propostas nascidas da primeira coleta feita na ocasião da Missão Sinodal. A seguir, ao longo das cinco sessões sinodais e nas muitas audiências de estudo, tais propostas foram ganhando consistência e demonstrando, pelo testemunho de muitos, o seu significado, necessidade e urgência. Algumas destas propostas presentes continuamente na pauta das discussões sinodais, como formação de novos discípulos missionários para a juventude e para diversas frentes pastorais; necessidade de melhorias na comunicação interna das paróquias (aspectos técnicos e humanos); Leitura Orante da Bíblia, entre outras, foram anotadas e registradas muitas vezes e, por isso, aparecem no Documento Sinodal devidamente acentuadas. A repetição destes temas e propostas indica por fim que a forma mais imediata de concretizar o Documento Sinodal é exatamente viabilizando a execução destas propostas e indicações, que são consideradas pela Assembleia Sinodal como parte de um projeto pastoral a ser efetivado em curto prazo (neste ano de 2011). 

2. A presença de um número maior de padres tanto na Assembléia Sinodal como na Equipe Central de Redação do Documento Final do Sínodo não determinou que o documento apresentasse mais preocupações do clero do que a realidade vivida pelos leigos?

A celebração do I Sínodo Arquidiocesano e, naturalmente, também o Documento Conclusivo procuraram a todo custo evitar expressões que demarcassem exageradamente uma divisão polarizada entre clero e leigo. O Espírito Santo suscitou em cada participante do Sínodo a experiência da fraternidade e a linguagem da comunhão. Ficamos atentos ao alerta da Didaqué que o Documento Sinodal nos apresenta à pagina 16: “Não provoque divisões!” 

Esta centralidade da experiência da comunhão dentro do Documento do Sínodo pode ainda ser vista nos seguintes pontos: 

1. Os quatro horizontes missionários da ação evangelizadora da nossa Igreja não podem ser enfrentados sem que todos, padres e leigos, se empenhem na tarefa. A defesa da família e da vida; a paróquia missionária; o serviço da caridade e a educação da fé são tarefas missionárias que somente serão levadas adiante com a viva participa  de leigos e de padres. 

2. O elo espiritual e teológico que nos une é o ministério e a missão paterna e missionária de nosso Arcebispo que, sempre unido ao Santo Papa, realiza nossa comunhão teológica e concretiza a catolicidade que nossa fé e nossa prática pastoral em tudo testemunham. Mais uma vez, pode-se recordar aqui a Didaqué, que ensina: “Honre aquele que lhe anuncia a Palavra de Deus como se fosse o próprio Senhor”. 

3. Por fim, as quase 200 indicações concretas apontadas pelo Documento Sinodal tocam em sua maioria absoluta os ministérios exercidos pelos leigos em suas paróquias, comunidades e movimentos. As atividades pastorais e a missão de evangelização descritas nestas indicações referem-se igualmente ao ministério ordenado e aos muitos serviços prestados à Igreja pelos leigos. Vamos continuar vivendo e falando da nossa comunhão. Isto é ser católico. Isto quer Jesus. Louvado seja o Senhor! 

Pe. Geraldo Dondici Vieira

Vigário Paroquial da Paróquia do Coração de Jesus – Bairu

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: