Aprendendo a Bíblia com o Pe. João em casa

 26º DOMINGO do TC.   Mc 9,38-43.45.47-48  

 

                               ( Antes de tudo,observem que procuro sintetizar as reflexões ao máximo que posso) 

                                               Percebemos logo no Evangelho deste domingo,pela variedade de temas,que se trata de uma compilação de Marcos.

JOÃO fala em nome dos demais apóstolos pelo contexto da narrativa.Quantas vezes dissemos que há um Fio condutor entre a primeira leitura da liturgia e o Evangelho.O que Jesus diz:”Quem não é contra nós,está a nosso favor”é semelhante a proclamação de Moisés(Ia.Leit.):”Quem dera que todo o povo do Senhor fosse profeta e que o Senhor lhe concedesse o seu Espírito”,isso porque a missão de Jesus não está no proibir,mas,sim,no valorizar todos os gestos e todas as práticas libertadoras e promotoras da vida,mesmo que sejam praticadas por pessoas que estejam fora dos grupos missionários de Jesus.Cabe à  missão,acrescento,a exemplo de Jesus reconhecer,valorizar e solidarizar-se com as manifestações de vida,de busca de liberdade e da justiça,onde quer que floresçam.Em qualquer povo ,em qualquer cultura,em qualquer tempo.Em Jesus encontramos a imagem de um DEUS concreto,totalmente envolvido com a vida dos seres humanos.Isso para mim é EVANGELIZAR.Talvez seja por isso,por essa visão que a Igreja convocou um sínodo,em Roma,para responder à pergunta: “Como evangelizar o mundo de hoje”.É importante notar que evangelizar é diferente de ensinar religião.Vamos rezar porque não é fácil responder à pergunta proposta.Cristo disse:”Ide por todo mundo….”.Como levar o Evangelho a TODOS?…

                                  O que significa no trecho do Evangelho;”A expulsão  de demônios?”.Significa a libertação de pessoas oprimidas e atormentadas pelo sistema sociorreligioso em que viviam.Os próprios apóstolos haviam falhado nesta ação libertadora (Mc 9,18)e,agora ,impediam outros de agirem.Já dissemos acima porque Jesus repreende seus discípulos.  

                                  Às alusões ás quedas pela mão ou pelo olho são simbólicas,com variado sentido.Podem indicar más ações e aspirações de poder e prestígio. 

                                  Os anúncios finais de condenação não condizem  com a índole misericordiosa e compassiva de Jesus.,indicando tratar-se de adaptações tardias das comunidades de origem do judaísmo,pois refletem o deus do Antigo Testamento que é” o terror de Isaac”  (Gn 31,42),que castiga e condena.A queda dos pequenos muitas vezes é provocada pelos ricos que vivem luxuosamente,entregues á boa vida,condenando o justo e o assassinando.(segunda leitura).  

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: