Archive for the ‘Aborto’ Category

Mãe é suspeita de matar filho recém-nascido em Juiz de Fora.

junho 22, 2011

Na última semana, uma jovem de 19 anos foi presa suspeita de jogar o filho recém-nascido da janela do banheiro de um hospital em Juiz de Fora, Minas Gerais. A criança prematura, que nasceu com aproximadamente seis meses de gestação, morreu. A mulher deu luz à criança dentro de um banheiro na Unidade de Pronto Atendimento do bairro São Pedro. Testemunhas disseram que a mãe jogou a criança da janela do banheiro, numa altura de três metros. A jovem disse, porém, que colocou o bebê no parapeito do banheiro e ele escorregou. A mulher afirmou desconhecer a gravidez.

No editorial de hoje Padre Antônio Camilo comentou sobre o valor da vida. (escute aqui)

Reflexao do Dia: Católicos chamam Lula de Herodes

janeiro 27, 2010

Herodes, aquele que, segundo a Bíblia, ordenou a “matança dos inocentes”, é como a Igreja Católica agora denomina o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, em panfleto distribuído em São Paulo contra pontos dos quais discorda no 3º Programa Nacional de Direitos Humanos, lançado em dezembro pelo governo.

No livro de São Mateus, Herodes ordena o extermínio de todas as crianças menores de dois anos em Belém, na Judeia, para não perder seu trono àquele anunciado como o recém-nascido rei dos judeus, Jesus Cristo. Para a igreja, o “novo Herodes” autorizará o mesmo extermínio anunciando-se a favor da descriminalização do aborto.

No panfleto, intitulado “Presente de Natal do presidente Lula”, a Comissão Regional em Defesa da Vida do Regional Sul 1 da CNBB (Conferência Nacional dos Bispos do Brasil), contesta este e outros pontos do já polêmico plano. “Herodes mandou matar algumas dezenas de recém-nascidos (Mt 2,16). Com esse decreto, Lula permitirá o massacre de centenas de milhares ou até de milhões de crianças no seio da mãe!”, incita o documento.

Segundo Dom José Benedito Simão, presidente da comissão e bispo auxiliar da arquidiocese de São Paulo, a igreja não é contra o plano em sua totalidade, mas considera que quatro deles “agridem” os direitos humanos. Além da questão do aborto, são eles: união civil entre pessoas do mesmo sexo, direito de adoção por casais homoafetivos e a proibição da ostentação de símbolos religiosos em estabelecimentos públicos da União.

“Não é uma campanha contra o projeto, mas alguns pontos em que acreditamos que ele agride e extrapola os direitos humanos e o direito à vida”, critica Dom Simão. “O que nós contestamos é a falta de sensibilidade desse decreto, que funciona como um projeto, e não ajuda em nada ao Estado Democrático de Direito em que queremos viver. Não queremos cair em outra ditadura. Esse decreto é arbitrário e antidemocrático”, completa.

 
Segundo Dom Simão, que também é bispo da Diocese de Assis, no interior de São Paulo, a intenção é ampliar a distribuição e divulgação do panfleto em todas as cidades do Estado e também pela internet. “Ele [o plano] não está a favor do Brasil. Agora vem o presidente dizer que não sabia, que assinou sem ler? Como vai assinar se não leu?”

Sobre a questão da retirada dos crucifixos, o bispo defende que não somente os símbolos da Igreja Católica estejam presentes, como também o de outras religiões. “Nós não queremos que retire, queremos é que se coloquem mais símbolos ainda. A igreja sempre defendeu os direitos humanos e vai apoiar o governo em tudo o que for a favor da vida. Mas esse plano tem que ser revisto sim. O governo só reviu a questão dos militares, mas nesses quesitos não está querendo rever. Que princípios o governo quer defender com esse projeto?”

A CNBB nacional também criticou os mesmos pontos no programa, por meio de nota oficial. Mas sua assessoria de imprensa disse desconhecer a distribuição do panfleto, alegando que o regional tem autonomia para determinadas ações, que não precisam passar pelo seu crivo. A assessoria informou ainda que a CNBB nacional não irá se manifestar sobre o panfleto.

Fonte: Enviado por email por um amigo

O Tema do Aborto me Preocupa

outubro 18, 2009

O tema do aborto me preocupa, porque o Brasil é um país Cristão e não pode deixar que o aborto seja legalizado. Não é uma questão de um padre que fala, mas do próprio Jesus que diz: “Eu vim para que todos tenham vida e a tenham em grande abundancia”. Aceitar o aborto como saída é ir contra Jesus. Ele Jesus veio para salvar o homem da morte. Legalizar a morte de crianças é aumentar o peso da cruz de Cristo.

            Se pegarmos a Bíblia Sagrada, veremos que desde o momento em que o óvulo é fecundado, a vida começa existir. O que me chama atenção é que Deus já começa a contar com a pessoa. Deus considera um embrião como pessoa, gente. Para que você possa entender bem o que estou falando quero trazer aqui em minha reflexão a passagem do profeta Geremias no capitulo 1 quando Deus fala: “antes que fosses Gerado eu te conhecia; antes do teu Nascimento, eu já ti havia consagrado, e te havia designado profeta das nações”.(cf. Geremias 1, 5) Interromper uma gravidez é não deixar o plano de Deus andar pra frente. Se a mãe do profeta Geremias o tivesse abortado? A mãe do Papa João Paulo o tivesse abortado? Deus tem um projeto especial de amor pra todo mundo. Ninguém tem o direito de romper com esse projeto.

            Os cristãos devem se unir para que essa barbaridade não passe. E digo mais: temos nossos representantes a Câmara Federal e no Senado é hora de sabermos, acompanharmos seus debates e pontos de vistas e o voto deles. Aí teremos a prova concreta se eles representam a nós. Um deputado que votar a favor do aborto é contra o cristianismo. Não merece nosso voto. Um deputado que defende o aborto é contra Jesus Cristo. Um senador que vota a favor do aborto é como se estivesse zombando de Cristo, porque Jesus morreu na cruz para não haver mais morte. Votar a favor da morte é o mesmo que votar a crucifixão de Cristo. “Quem faz um mal a estes pequeninos é a mim que o faz”. Jesus faz das crianças a medida da Salvação. Só entra no Reino dos céus que for como as crianças.

            A vida começa no ventre da mãe. É bendita aquela mãe que ama aquele ser que esta dentro dela. Porém quero dizer que, infelizmente, em uma sociedade que pensa pouco ou fala pouco seriamente, parece que o pecado do aborto seja só culpa da mãe. Mas quero dizer que o marido, o namorado, o noivo que aceita o aborto é igualmente pecador. E tem mais, quase sempre é o homem quem compra o remédio abortivo. Isso se não se arrepende e não confessa seu pecado, mais cedo ou mais tarde sentirá o peso deste assassinato na sua vida. A própria consciência, jamais deixará de acusar um que faz uma atrocidade deste tamanho. Pode ate ser que a justiça não o condene, mas a natureza tem seu tempo e o fará experimentar o peso de sua insensibilidade e falta de amor.

Que Deus nos livre de tal culpa.

Aborto Pecado Mortal

outubro 17, 2009

O Aborto é um pecado mortal porque é um não à vida de modo violento. A pessoa que aborta ou apóia o aborto mata a vida na raiz. O ventre materno é o lugar da vida por excelência. Dentro da barriga de uma mulher a criança esta protegida do que o mundo tem de pior: o instinto assassino. Uma mãe tem o instinto de defesa. Se pensar nos animais verá que ninguém pode chegar perto de seus filhotes porque a mãe parte em defesa. Quero dizer que é natural, isto è, faz parte da natureza defender os filhos. Então como pode um ser, que é imagem e semelhança de Deus rejeitar, o dom de gerar? Como pode um ser, dotado de inteligência e de reflexão, trair a sua natureza? O ser humano foi criado, por Deus, para gerar vida não para acabar com nela. Então uma pessoa, uma religião que promove o aborto rompe a comunicação com Deus. O pecado é exatamente isso: o rompimento da comunicação com Deus.

            Adão e Eva quando pecaram romperam a comunicação com Deus. Quando Deus chama Adão pelo nome ele responde, mas não consegue olhar nos olhos de Deus. Sente vergonha de Deus. O Adão começa a acusar Eva de haver feito, ele pecar. Eva por sua vez acusa a serpente. Ali nasce uma corrente de acusação. O homem perde a confiança no outro. Começa naquele momento dúvida, os ciúmes, a inveja, a traição, a mentira. Depois do pecado de Adão e de Eva nunca mais o homem confiou no homem. É quase que dizer como dizia o filosofo Sartre “o outro virou meu inferno”. Ou ainda como dizia Tomas Robis “O homem é o lobo do próprio homem”. As razoes dessas afirmações posteriores tem sua raiz no assassinato de Abel. Abel, conforme o livro do Gêneses nos relata, foi “matado” pelo seu irmão Caim. Eles eram filhos de Adão e de Eva. O pecado de Adão e de Eva gerou a morte. O maior inimigo dos filhos de Deus.

            Agora pense comigo o que é o aborto senão a morte? Escandaliza o fato de que Abel matou Caim, isto é, que um irmão é capaz de matar outro irmão, imagine uma mãe matar o filho? Se Deus amaldiçoou Caim por haver assassinado seu irmão, o que pensar de uma mãe e de um pai que matam o próprio Filho? Amigos é preciso fazer uso da nossa fé. É preciso honrar o nosso nome de batizados. Somos Cristãos, isto é, templos do Espírito Santo, membros do Corpo Místico de Cristo. Cristãos quer dizer nascidos de Cristo. Cristão quer dizer herdeiro de Cristo. Portanto, como Jesus Cristo, estamos no mundo para que “todos tenham vida e a tenham em abundancia”. Os que defendem o aborto são como os Cains de hoje que defendem o direito de matar. Se preferirem, os Herodes de hoje que ordenam à matança de crianças no ventre materno. Ser a favor do aborto é pecar contra o 5º mandamento da Lei de Deus.

Que o Senhor te abençoe!