Archive for the ‘O Papa’ Category

Papa pede que freiras evitem ‘mentalidade de solteironas’

maio 8, 2013

 

Papa durante dO papa Francisco pediu nesta quarta-feira que as freiras de todo o mundo evitem a “mentalidade das solteironas”, e as convidou a cultivar o senso de maternidade através de “filhos espirituais”.

Leia mais:
Igreja não é lugar para carreiristas e alpinistas sociais, diz papa
Papa Francisco nomeia dois bispos no Brasil

O original pedido do papa, que continua surpreendendo os católicos com sua linguagem direta, foi feito durante a audiência concedida a uma delegação de 800 freiras de diferentes ordens e que acompanham uma assembleia-geral da União Internacional de Madres Superioras Gerais.

“Desculpem-me se falo assim, mas é importante esta maternidade da vida consagrada, esta fecundidade! Que esta alegria da fecundidade espiritual anime vossa existência, e sejam mães, como a figura da Mãe Maria e da Mãe Igreja”, afirmou.

“Mas, por favor, (que seja) uma castidade fecunda, uma castidade que gere filhos espirituais na Igreja. A consagrada é mãe, deve ser mãe, mas não uma ‘solteirona'”, acrescentou.

O pontífice também recordou às religiosas o voto de “obediência, pobreza e castidade”, uma alusão aos problemas registrados nos últimos anos em relação às freiras rebeldes dos Estados Unidos, que são recriminadas pelo Vaticano por sua posição muito liberal, principalmente em relação ao controle de natalidade.

Anúncios

ECCE FRANCISCUM! O Papa que conquistou o mundo

abril 18, 2013

ECCE FRANCISCUM

Alexandre Garcia

Li que Jorge Mário Bergoglio nunca teve celular nem jamais mexeu em computador. E, no entanto, chegou a Papa, o mais universal dos poderes. Fico a perguntar aos viciados em celular e computador, se esses dois aparelhinhos seriam tão essenciais para a vida. Eu tinha algo em comum com o cardeal Bergoglio: ele não freqüentava as chamadas redes sociais. Não tenho tempo para facebook nem twitter. Mas o Vaticano acaba de convencê-lo a postar uma mensagem no twitter do site da Igreja. A mensagem pede orações por ele, Papa Francisco. Em 1958, quando eu era noticiarista de rádio, acompanhei a morte de Pio XII e a eleição de João XXIII. Depois acompanhei a chegada de Paulo VI, João Paulo, João Paulo II, Bento XVI. Mas nunca me entusiasmei tanto com um Papa como agora. Francisco é simpatia à primeira vista. E seus atos, passados e presentes, justificam esse amor à primeira vista. Em poucos dias, conquistou o mundo – e não apenas os católicos. Aliás, ele foi o cardeal argentino que mais próximo esteve de judeus e muçulmanos. Simples, espontâneo, ao visitar as paróquias, chegava sozinho. Há quem o calunie. Afinal, ninguém é argentino impunemente. Um ex-montonero (um grupo guerrilheiro peronista-marxista) e partidário de Cristina Kirchner, escreveu que ele colaborou com a ditadura militar argentina. Para derrubar a calúnia basta conferir o calendário do Papa Gregório: o último governo militar argentino começou em 1976, quando Bergoglio era um padreco que havia feito os votos três anos antes. E só foi feito bispo – e auxiliar – 10 anos depois de ter acabado o governo militar. E ainda assim, suponhamos que o padreco estivesse acompanhando os acontecimentos políticos. Entre o General Videla, carola que comungava, com sua mulher, todos os dias, e a guerrilha marxista que queria impor uma ditadura atéia, de que lado ficaria um padre católico se tivesse que tomar partido? Da mesma forma, alguns alegam que ele é conservador porque é contra o casamento entre homossexuais e contra o aborto. Queriam que ele fosse contra a doutrina da própria Igreja? Ele nunca rejeitou a “união civil”, nem negou comunhão a divorciados. Outros, ingênuos, alegam que ele é maravilhoso porque anda de ônibus, arruma a própria mala e paga a conta do hotel, faz seus próprios telefonemas e não usa crucifixo de ouro. Não, ele é diferente porque prega tolerância zero para os pedófilos, porque diz que padres e bispos tem que sujar os pés no barro; falou em igreja pobre – e a gente se escandaliza com as riquezas do Vaticano. A propósito, leio em livro de Bergoglio a mesma pregação de meu amigo Frei Vicente, um franciscano: “Se Deus, na Criação, correu o risco de nos tornar livres, quem sou eu para me meter (na vida das pessoas)?” Na América Latina estão mais de 40% dos católicos do mundo. E também é onde estão os demagogos, governos populistas, igrejas que se aproveitam da pobreza e da ignorância. Francisco é o homem certo que a sabedoria dos cardeais elegeu para apagar essa maldição do continente. Quando o governador romano Pôncio Pilatos entregou Jesus à multidão hostil para crucificá-lo, pronunciou em latim: Ecce hommo (eis o homem!). Foi o que quis dizer a fumaça branca: Ecce Franciscum! Eis Francisco, para salvar a Igreja. =============== AMÉM!!!!

Oi! Voce ja viu o Papa na internet?

novembro 25, 2009

“A vós, jovens, que quase espontaneamente vos sentis em sintonia com estes novos meios de comunicação, vos corresponde de maneira particular a tarefa de evangelizar este ‘continente digital’”, assegura. Com o passar da mensagem, o Papa destaca “o extraordinário potencial” que têm as novas tecnologias “quando se usam para favorecer a compreensão e a solidariedade humana”. Papa Bento XVI

Entre aqui : http://www.pope2you.net

Gostou? Nossa Igreja e maravilhoa nao e?