Archive for the ‘Vida dos Santos’ Category

Vaticano!

fevereiro 6, 2012

Oi

A paz

Segue foto 360 graus tirada da Cúpula da Basílica de São Pedro (Vaticano).

Na parte de baixo da foto tem um sinal de (+) (-) para zoom e uma caixa onde é possível expandir a foto em toda a tela.

Espetacular.

Um abraço

Marquinho

http://photosynth.net/ice.aspx

Por e-mail do amigo marquinhos.

Reflexao do Dia Na Itália: Restos mortais de Santo Antônio serão apresentados ao público

fevereiro 4, 2010

Entre os dias 15 a 20 de fevereiro de 2010, será apresentada para a veneraçao dos fiéis, na Capela das Requilias, no interior da Basilica de Santo Antônio, em Pádua (Italia) a urna de vidro que contém os restos mortais de Santo Antônio.

A apresentação das relíquias de Santo Antônio coincide con a festa litúrgica da Transladação de Santo Antônio, conhecida também como festa da língua, que se celebra cada ano na Basilica de Santo Antônio em Pádua sempre no dia 15 de fevereiro, recordando a primeira transladaçao ocorrida em 8 de abril de 1263 por obra de Sao Boaventura (que naquela ocasiao encontrou a lingua do santo intacta) e a outra ocorrida em 15 de fevereiro de 1350, quando a tumba de Santo Antônio teve a sua definitiva localizaçao na atual Capela da Arca.

Os peregrinos e devotos de Santo Antônio poderão rever o esqueleto de Santo Antônio visível em uma urna de vidro depois de 29 anos da última exumação canônica e médico-científico ocorrida em janeiro de 1981, depois de 750 anos da morte do santo.

No final destes cinco dias de ostentaçao, o corpo de Santo Antônio será retornara a Capela da Arca, depois de um complexo trabalho de restauraçao iniciado em 12 de abril de 2008 e concluidos no ultimo dia 4 de dezembro.

A Basilica ficará aberta nestes dias da ostentaçao da urna das 6h15 às 19hs e no sábado até as 20h.

Fonte: Arquidiocese de Juiz de Fora

Colaboracao: Pe. Leonardo

OBS: Abrindo este endereco voce entrara no site da Basilica de Santo Antonio. No lado da pagina esta escrito Vede.  Faca um click sobre o vedeo e aparecera vareos video sobre esta cerimonia e outra tambem. Vale a pena. Boa oracao!

 www.santantonio.org/ostensionedelsanto2010

 infobasilica@santantonio.org

Reflexão do Dia: São João da Cruz

dezembro 14, 2009

 

Seu nome de batismo era Juan de Yepes. Nasceu em Fontivaros, na província de Ávila, Espanha, em 1542, talvez em 24 de junho. Ainda na infância, ficou órfão de pai, Gonzalo de Yepes, descendente de uma família rica e tradicional de Toledo. Mas, devido ao casamento, foi deserdado da herança. A jovem, Catarina Alvarez, sua mãe, era de família humilde, considerada de classe “inferior”. Assim, com a morte do marido, que a obrigou a trabalhar, mudou-se para Medina, com os filhos.

Naquela cidade, João tentou várias profissões. Foi ajudante num hospital, enquanto estudava gramática à noite num colégio jesuíta. Então, sua espiritualidade aflorou, levando-o a entrar na Ordem Carmelita, aos vinte e um anos. Foi enviado para a Universidade de Salamanca a fim de completar seus estudos de filosofia e teologia. Mesmo dedicando-se totalmente aos estudos, encontrava tempo para visitar doentes em hospitais ou em suas casas, prestando serviço como enfermeiro.

Ordenou-se sacerdote aos vinte e cinco anos, mudando o nome. Na época, pensou em procurar uma Ordem mais austera e rígida, por achar a Ordem Carmelita muito branda. Foi então que a futura santa Tereza de Ávila cruzou seu caminho. Com autorização para promover, na Espanha, a fundação de conventos reformados, ela também tinha carta branca dos superiores gerais para fazer o mesmo com conventos masculinos. Tamanho era seu entusiasmo que atraiu o sacerdote João da Cruz para esse trabalho. Ao invés de sair da Ordem, ele passou a trabalhar em sua reforma, recuperando os princípios e a disciplina.

João da Cruz encarregou-se de formar os noviços, assumindo o cargo de reitor de uma casa de formação e estudos, reformando, assim, vários conventos. Reformar uma Ordem, porém, é muito mais difícil que fundá-la, e João enfrentou dificuldades e sofrimentos incríveis, para muitos, insuportáveis. Chegou a ser preso por nove meses num convento que se opunha à reforma. Os escritos sobre sua vida dão conta de que abraçou a cruz dos sofrimentos e contrariedades com prazer, o que é só compreensível aos santos. Aliás, esse foi o aspecto da personalidade de João da Cruz que mais se evidenciou no fim de sua vida.

Conta-se que ele pedia, insistentemente, três coisas a Deus. Primeiro, dar-lhe forças para trabalhar e sofrer muito. Segundo, não deixá-lo sair desse mundo como superior de uma Ordem ou comunidade. Terceiro, e mais surpreendente, que o deixasse morrer desprezado e humilhado pelos seres humanos. Para ele, fazia parte de sua religiosidade mística enfrentar os sofrimentos da Paixão de Jesus, pois lhe proporcionava êxtases e visões. Seu misticismo era a inspiração para seus escritos, que foram muitos e o colocam ao lado de santa Tereza de Ávila, outra grande mística do seu tempo. Assim, foi atendido nos três pedidos.

Pouco antes de sua morte, João da Cruz teve graves dissabores por causa das incompreensões e calúnias. Foi exonerado de todos os cargos da comunidade, passando os últimos meses na solidão e no abandono. Faleceu após uma penosa doença, em 14 de dezembro de 1591, com apenas quarenta e nove anos de idade, no Convento de Ubeda, Espanha.

Deixou como legado sua volumosa obra escrita, de importante valor humanístico e teológico. E sua relevante e incansável participação como reformador da Ordem Carmelita Descalça. Foi canonizado em 1726 e teve sua festa marcada para o dia de sua morte. São João da Cruz foi proclamado doutor da Igreja em 1926, pelo papa Pio XI. Mais tarde, em 1952, foi declarado o padroeiro dos poetas espanhóis.

Fonte: Site das Paulinas

Sao Judas Tadeu Patrono das causas Impossiveis Rogai Por Nos!

outubro 28, 2009

reliquia

São Judas Tadeu era natural de Caná da Galiléia, na Palestina. Sua família era constituída do pai, Alfeu (ou Cléofas) e a mãe, Maria Cléofas. Eram parentes de Jesus. O pai, Alfeu, era irmão de São José; a mãe, Maria Cléofas, prima irmã de Maria Santíssima. Portanto, Judas Tadeu era primo irmão de Jesus. O irmão de Judas Tadeu, Tiago, chamado o Menor, também foi discípulo de Jesus.

A Bíblia trata pouco de Judas Tadeu. Mas aponta o importante: Judas Tadeu foi escolhido por Jesus, para apóstolo (Mt 10,4). É citado explicitamente nas Escrituras pelo evangelista João (Jo 14,22). Na ceia, Judas Tadeu perguntou a Jesus: “Mestre, por que razão hás de manifestar-te só a nós e não ao mundo?” Jesus lhe respondeu afirmando que teriam manifestação dele todos os que guardassem sua palavra e permanecessem fiéis a seu amor.Após ter recebido o dom do Espírito Santo, Judas Tadeu iniciou sua pregação na Galiléia. Passou para a Samaria e Iduméria e outras populações judaicas. Pelo ano 50, tomou parte no primeiro Concílio, o de Jerusalém. Em seguida, foi evangelizar a Mesopotâmia, Síria, Armênia e Pérsia. Neste país recebeu a companhia de outro apóstolo, Simão. A pregação e o testemunho de Judas Tadeu impressionaram os pagãos que se convertiam. Isto provocou a inveja e fúria contra o apóstolo, que foi trucidado, a golpes de cacetes, lanças e machados. Isso, pelo ano 70. São Judas Tadeu foi mártir, quer dizer: mostrou que sua adesão a Jesus era tal, que testemunhou a fé com a doação da própria vida.

A brevíssima Carta de São Judas, que está na Bíblia, é uma severa advertência contra os falsos mestres e um convite a manter a pureza da fé. Nos versículos 22-23 propõe pontos fundamentais de um programa de vida cristã: fé, oração, auxílio mútuo, confiança na misericórdia de Jesus Cristo.

A imagem de São Judas tem o livro, que é a Palavra que ele pregou e a machadinha, com a qual foi morto. Os restos mortais, após terem sido guardados no Oriente Médio e na França, foram definitivamente transferidos para Roma, na Basílica de São Pedro.

A relíquia de São Judas: A relíquia que temos é um pedaço de osso dele. O relicário é usado para dar a bênção nos dias 28 de cada mês. A relíquia chegou até nós em 1945 ou 1946 por meio de um padre capelão militar. Este, durante a guerra, serviu a um convento de religiosas, na Itália. Finda a guerra, o padre recebeu de presente, das Irmãs, a relíquia de São Judas, que foi posteriormente doada ao Santuário São Judas Tadeu. Junto, um documento garantindo a autenticidade da relíquia.

Oracao a Sao Judas Tadeu

São Judas Tadeu, apóstolo escolhido por Cristo, eu vos saúdo e louvo pela fidelidade e amor com que cumpristes vossa missão. Chamado e enviado por Jesus, sois uma das doze colunas que sustentam a verdadeira Igreja, fundada por Cristo.

Inúmeras pessoas, imitando vosso exemplo e auxiliadas por vossa oração, encontram o caminho para o Pai, abrem o coração aos irmãos e descobrem forças para vencer o pecado e superar todo o mal. Quero imitar-vos, comprometendo- me com Cristo e com sua Igreja, por uma decidida conversão a Deus e ao próximo, especialmente o mais pobre.

E, assim convertido, assumirei a missão de viver e anunciar o Evangelho, como membro ativo de minha comunidade. Espero, então, alcançar de Deus a graça que imploro confiando na vossa poderosa intercessão.

(Faça o pedido da graça a ser alcançada…)

São Judas Tadeu, rogai por nós!

Amém!

Bencao

O Senhor esteja convosco!

Ele está no meio de nós.

O Senhor Jesus Cristo esteja convosco

para vos proteger,

À vossa frente para vos conduzir,

Acima de vós para vos iluminar,

Atrás de vós para vos guardar,

Ao vosso lado, para vos acompanhar.

A bênção do Pai (+), o amor do Filho,

A força do Espírito Santo,

A maternal proteção de Nossa Senhora,

A intercessão de São Judas Tadeu,

Dos apóstolos e de todos os santos,

Estejam convosco em toda parte e para sempre.

Amém!

Fonte:  Site do  Santuario de Sao Judas de  Sao Paulo

A Historia da devocao a Sao Judas Tadeu

outubro 28, 2009

sjt2

Hoje, a devoção a São Judas Tadeu é gigantesca: ele é o terceiro santo de maior devoção dos brasileiros, ficando atrás apenas da padroeira Nossa Senhora Aparecida e de Santo Expedito, mas a devoção por ele não acontece só no Brasil.

   A partir do século IX, a fé em São Judas começou a crescer na França e depois se estendeu por toda a Europa. No Brasil, o culto a ele começou após a Segunda Guerra Mundial e cresceu rapidamente. Tanto que hoje em dia ele é patrono de mais de cem igrejas espalhadas pelo país.

   E não são apenas os simples mortais que cultuam São Judas. Santa Gertrudes e São Bernardo de Claraval, entre muitos outros, também foram fervorosos cultivadores de seu poder.

   Na biografia de Santa Gertrudes, por exemplo, está escrito que Jesus lhe aconselhou a invocar São Judas Tadeu até nos “casos mais desesperados”. Foi a partir daí que cresceu a fé do povo na sua especial intercessão, principalmente naqueles casos que parecem sem solução.

Fonte: Santuario de Sao Judas BH http://www.saojudasbh.com.br/

Sua história

 São Judas Tadeu é, sem dúvida, hoje, um dos santos mais populares. No entanto, embora figurasse entre os apóstolos de Cristo, a devoção por ele se inicia tardiamente, uma vez que foi durante muito tempo “deixado em segundo plano” em função de seu nome, que se confundia com o do “apóstolo traidor”, Judas Iscariotes.São Judas era primo de Jesus, pois era filho de Alfeu, também chamado de Cléofas, irmão de São José. Ao que se sabe, seu pai era um daqueles discípulos de Emaús, a quem Jesus apareceu naquela tarde do dia da Ressurreição. Quanto à sua mãe, ela era uma das mulheres que se encontravam ao pé da Cruz de Jesus, junto com Maria Santíssima.

São Judas – aquele mesmo apóstolo que, na Última Ceia, pergunta a Jesus por que Ele havia se manifestado a eles e não ao mundo – demonstrou sempre um grande ardor pela causa do Reino e, então, o desejo de que o Evangelho se tornasse conhecido de todos. Era o chamado à missão, típico do cristão, daquele que ama a Cristo e guarda a sua Palavra. Ele o amava, e precisava garantir que todos o fizessem também, para que fosse possível se realizar aquela resposta que Jesus lhe havia dado naquela Ceia: “se alguém me ama guardará a minha palavra e meu pai o amará, e nós viremos a ele e nele faremos nossa morada” (Jo 14,22).

São Judas morreu mártir, provavelmente no dia 28 de outubro de 70. Foi perseguido graças à coerência que mantinha entre a sua fé e a sua vida, e em função da força de sua pregação, coisas que impressionavam de tal forma os pagãos que estes se convertiam “em massa”. Provocando a fúria de feiticeiros, ministros pagãos e falsos profetas, estes acabaram por incitar parte da população contra o santo, que morreu, possivelmente, trucidado a golpes de machado. Esta é a maneira considerada mais provável e, por isso, a sua imagem traz freqüentemente uma machadinha em suas mãos. Traz também uma Bíblia, lembrando o seu amor pela Palavra de Deus; e um colar, cuja medalha traz o rosto de Cristo, com o objetivo de destacar a sua semelhança com aquele que era seu primo.

Fonte: http://www.paroquiadesaojudastadeu.org.br/

O que diz a Enciclopedia wikipedia:

São Judas Tadeu é um santo cristão e um dos doze apóstolos de Jesus. Seus outros nomes são Judas Tadeus, Judas Lebeus e Judas, irmão de Tiago. Ele é também conhecido como São Tadeu (Greco Θαδδαῖος), soletrado como “Thaddæus” ou “Thaddaeus” em diferentes versões da Bíblia, e como São Matfiy (Фаддей, он же Иуда Иаковлев или Леввей, em russo) na tradição ortodoxa russa (junto com São Judas). Ele não deve ser confundido com Judas Iscariotes, também outro apóstolo, que traiu Jesus e mais tarde, (segundo Mateus), cometeu suicídio.

São Judas foi um irmão de Tiago, e, segundo algumas crenças, um parente (primo) de Jesus. Marcos 6:3 declara sobre Jesus: “Não é esse o carpinteiro? Não é esse o filho de Maria e o irmão de Tiago, José, Judas e Simão? Não são essas suas irmãs conosco?”.

Nos Atos de Tomás, um livro apócrifo do Novo Testamento, escrito na Síria no início do século III, ele foi identificado como Judas Tomás, que é o nome completo do apóstolo Tomás, segundo a tradição síria.

É o suposto autor da Epístola de Judas do Novo Testamento.

Judas, sendo São Judas, é suposto na visão da Igreja Apostólica Arménia, ter levado o Cristianismo à Arménia.

Antigas tradições citadas pelos Padres da Igreja afirmam que foi martirizado na Pérsia, a mando de sacerdotes pagãos que instigaram as autoridades locais e o povo, tendo sido decapitado juntamente com outro apóstolo de Jesus, Simão Zelote, que também pregava naquela região.

Suas relíquias se encontram supostamente em Roma, para onde teriam sido trasladadadas e são veneradas até hoje.

É o santo patrono das causas desesperadas e das causas perdidas na Igreja Católica Romana.

É o santo padroeiro do Clube de Regatas do Flamengo.

O símbolo de São Judas é um machadinho e às vezes é representado segurando um machado, uma clava, uma espada ou uma alabarda, por sua morte ter ocorrido por uma dessas armas. Ele é também geralmente apresentado em ícones com uma flama ao redor de sua cabeça. Essa flama representa a presença do Pentecoste, quando ele recebeu o Espírito Santo, junto com os outros apóstolos.

Em alguns casos ele é mostrado como um rolo ou livro (sua epístola) ou segurando uma régua de carpinteiro.

Reflexão do Dia: Santa Teresinha parita na arte de amar

outubro 2, 2009

teresinha

A Igreja celebra no dia primeiro de outubro a festa de Santa Teresinha do Menino Jesus. Mas quem e’ Teresinha do menino Jesus? Observe que eu disse quem e’ e não quem foi, Teresinha. Fiz para dizer que a fé católica acredita, tem certeza da Ressurreição dos mortos. Prega a Redenção realizada por Jesus Cristo, portanto temos a plena convicção da imortalidade da alma. Os santos e’ essa certeza de que quem acredita em Cristo, professa seu nome, comunga a sua Carne e o seu Sangue na Sagrada Eucaristia, como diz o capitulo seis do Evangelho segundo São João, tem a vida Eterna. A vida depois da morte. Nesse sentido Santa Teresinha não foi, mas e’, porque vive no céu. Também nossos parentes que já partiram para eternidade, vivem em Deus, portanto são e não eram. Católico que conhece a nossa religião, jamais fala dos “mortos” no passado, mas sempre no presente, porque Cristo, fundador da Igreja Católica, venceu a morte. Nossa Igreja e’ Igreja de vivos. Por isso temos a Igreja terrestre = peregrina e a Igreja celeste = triunfante, ou seja, dos que, em Cristo Jesus, venceram a morte. Lindo não? Isso e’ o que a festa de Santa Teresinha nos ensina.

Mas respondendo a pergunta, Santa teresinha nasceu no ano 1873 na Franca, de pais profundamente religiosos. Faço aqui um parêntese pra dizer que esse fato ilumina a nossa mente para a importância da familia. A santidade de Santa Teresinha começa a ser desenvolvida no momento de sua concepção, porque sua mãe era uma mulher de fé, seu pai um homem temente a Deus. Amigo leitor e’ a familia o lugar onde gera para vida nesse mundo e, sobretudo, para eternidade. Ou seja o pai e a mãe são os primeiros catequistas, evangelizadores e santificadores, abençoadores dos filhos. Dai a importância dos pais se Casarem na Igreja, darem o Batismo aos filhos, a primeira Confissão e Comunhão, a Crisma e, levarem ao altar no dia do Matrimônio ou da Ordenação ou os votos para os religiosos. Santa Teresinha nos revela que os pais são sacerdotes dentro da familia. Tanto assim que Santa Teresinha era a caçula de nove irmãos, dos quais somente cinco sobreviveram e, estes cinco, eram todas meninas, de cinco meninas duas também eram irmãs de caridade. Vejam que beleza o testemunho dos pais, que ensinam os filhos a amarem a Deus.

Eu disse no inicio que uma vida de santidade começa a ser gerada no útero materno. E verdade! No caso de Santa Teresinha, Deus chamou  sua mamãe quando ela tinha, apenas três aninhos de idade, mas esses três anos foram suficientes para que sua mãe semeasse no coração, no sangue e na vida de Santa Teresinha, as sementes da santidade. Sabia que isso emociona? Em apenas três anos, a mãe de Santa Teresinha deu `a sua vida espiritual os fundamentos para ela, Santa Teresinha, desenvolver sua vida de santidade. Essa jovem, entrou pre-matura a nível de idade no convento e, ali, fez da tolerancia seu caminho se santificação. Morreu muito jovem, com apenas vinte e quatro anos, no Carmelo de Lisiex em 1897, depois de três meses de dolorosa agonia. O que apaixona em Santa Teresinha e’ o fato que em apenas vinte e quatro anos ela aproveitou os momentos de dificuldades não para chorar ou amaldiçoar a Deus, mas tirou proveito para sua vida especial. A Igreja a reconhece dando-lhe o titulo de Virgem e Doutora da Igreja. Somente quatro mulheres ate hoje receberam esse título na Igreja e, Santa Teresinha faz parte desse grupo seletissimo. Quando a Igreja diz que esse Santo e’ doutor (sentido de conhecimento profundo e não no sentido medico) quer dizer que essa pessoa além da vida espiritual pessoal, contribuiu, com escritos e idéias espirituais inteligentes que servem para a santificação do mundo todo. Em outras palavras, esse Santo e’ um professor, um mestre da fé.

E’ bom lembrar que Santa Teresinha e’ uma perita, uma especialista no amor perdão. Todas as vezes que a vida comunitária lhe legou sofrimento e humilhações ela perdoou suas co-irmãs. Todas as vezes que a vida lhe apresentou quandros difíceis ela usou a favor de seu bem espiritual. Pelas contradicoes de sua natureza humana e pecadora, ela conheceu profundamente a alma humana e, com seu escrito de espiritualidade, “Historia de uma Ama” oferece a nos hoje, as chaves para se chegar a uma vida de Deus. Tanto assim que o Papa Pio XI a declarou patrona de todas as missões.

Santa teresinha

Rezemos: Oração de Santa Teresinha à Sagrada Face

Ó Jesus, que na vossa crudelíssima paixão vos tornastes “opróbrio dos homens, e o homem das dores”, eu adoro vossa divina face sobre a qual resplandece a beleza e ternura da divindade que agora se tornou para mim como a face de um “leproso” (Is 53,4).

Mas sob estes traços desfigurados reconheço vosso infinito amor e ardentemente desejo amar-vos e fazer-vos amar por todos os homens.

As lágrimas que com tanta abundância correram de vossos olhos se me afiguram quais pérolas preciosas, que eu quisera recolher para com seu valor infinito, resgatar as almas dos pobres pecadores.

Ó Jesus, vossa face é a única beleza que encanta meu coração, de boa mente quero, renunciar na terra a doçura de vosso olhar e o inefável ósculo de vossa boca divina, mas suplico-vos, imprime em meu coração vossa divina imagem, e inflamai-me com vosso amor, a fim de que possa um dia contemplar vossa face gloriosa no céu.

Amém!