Pastor que dizia ter “membro abençoado” é preso no interior de Goiás

maio 9, 2013

O pastor Valdecir Picanto Sobrinho, de 59 anos, foi preso no interior de Aporé, interior de Goiás, sob a acusação de que abusava sexualmente das mulheres da cidade utilizando o pretexto que teria o pênis abençoado.

“Ele nos convencia de que Deus só entraria em nossa vida pela boca e por isso nós deixávamos ele fazer o que fazia”, relata a jovem M.R., de 23 anos, que prefere não se identificar. “Muitas vezes, após os cultos, o Pastor Valdecir nos levava para um terreno nos fundos da igreja e pedia para a gente fazer oral nele até o espírito santo aparecer por meio da ejaculação”, completa a jovem desolada.

Pastor que dizia ter membro abençoado é preso no interior de Goiás

Valdecir, que chegou a abusar também de algumas idosas, se defende falando que teve um encontro com Jesus num bordel e que Ele lhe deu a missão de “distribuir o leite sagrado” por todo o estado, começando pelos fiéis da Assembléia de Aporé, do qual é responsável. “Vocês estão prendendo um servo do Senhor e ainda se arrependerão disso. Espero poder continuar com meu belíssimo trabalho dentro da prisão”, reluta o sacerdote.

Pastor que dizia ter membro abençoado é preso no interior de Goiás

Denise Pinheiro, delegada responsável pela região, diz que Valdecir foi pego em flagrante enquanto esfregava seu membro no rosto de uma comerciante local, em que prometia ter mais vendas em seu negócio caso deixasse ser derramada pelo líquido divino. Denise ainda completa: “quando autuamos o senhor Valdecir, ele não ofereceu resistência e ainda perguntou se eu queria fazer parte do reino dos céus durante o trajeto para a delegacia. Ele não tem vergonha de tais atos e acha tudo a coisa mais normal do mundo”.

Valdecir pagou fiança e foi liberado após prestar 3h de depoimento.

Anúncios

Pastor Marcos é preso acusado de estupro – Turma do Malafaia

maio 8, 2013

 

M

Marcos Pereira durante pregação (Foto: Assembleia de Deus dos Últimos Dias)RIO – O pastor Marcos Pereira da Silva, da Assembleia de Deus dos Últimos Dias, foi preso preventivamente, na noite de terça-feira, acusado de estupro. Marcos é investigado pela Delegacia de Combate às Drogas (Dcod) num inquérito que apura as acusações do coordenador do Grupo Afroreggae, José Júnior, sobre o suposto envolvimento do pastor com tráfico de drogas, associação para o tráfico e lavagem de dinheiro.

O pastor Marcos foi surpreendido por agentes da Dcod na Rodovia Presidente Dutra. Durante as investigações, a ex-titular da Dcod delegada Valéria Aragão, chegou a confirmar que testemunhas relataram abusos sexuais por parte do acusado.

Ana Madureira da Silva, ex-mulher do pastor, que morou com ele até 1998, contou à polícia que, numa ocasião, foi forçada a manter relações com ele. A Dcod investiga o envolvimento do pastor em seis estupros, inclusive de fiéis. Em entrevistas, em julho do ano passado, o pastor negou que tenha violentado mulheres.

Marcos ganhou evidência no Rio quando passou a trabalhar na conversão religiosa de presidiários. Ele chegou a manter parceria com o Grupo Cultural AfroReggae, mas o vínculo acabou em troca de acusações.

Papa pede que freiras evitem ‘mentalidade de solteironas’

maio 8, 2013

 

Papa durante dO papa Francisco pediu nesta quarta-feira que as freiras de todo o mundo evitem a “mentalidade das solteironas”, e as convidou a cultivar o senso de maternidade através de “filhos espirituais”.

Leia mais:
Igreja não é lugar para carreiristas e alpinistas sociais, diz papa
Papa Francisco nomeia dois bispos no Brasil

O original pedido do papa, que continua surpreendendo os católicos com sua linguagem direta, foi feito durante a audiência concedida a uma delegação de 800 freiras de diferentes ordens e que acompanham uma assembleia-geral da União Internacional de Madres Superioras Gerais.

“Desculpem-me se falo assim, mas é importante esta maternidade da vida consagrada, esta fecundidade! Que esta alegria da fecundidade espiritual anime vossa existência, e sejam mães, como a figura da Mãe Maria e da Mãe Igreja”, afirmou.

“Mas, por favor, (que seja) uma castidade fecunda, uma castidade que gere filhos espirituais na Igreja. A consagrada é mãe, deve ser mãe, mas não uma ‘solteirona'”, acrescentou.

O pontífice também recordou às religiosas o voto de “obediência, pobreza e castidade”, uma alusão aos problemas registrados nos últimos anos em relação às freiras rebeldes dos Estados Unidos, que são recriminadas pelo Vaticano por sua posição muito liberal, principalmente em relação ao controle de natalidade.

Vivendo e aprendendo

maio 8, 2013

Quantos e quais são os dons do Espírito Santo?

São 7 os dons do Espírito Santo: Sabedoria, Inteligência, Bom Conselho, Fortaleza, Ciência, Piedade e Temor de Deus. 

Quantos e quais são os Sacramentos da Igreja Católica?

Sete são os Sacramentos da Igreja Católica: Batismo, Confissão ou Penitência, Eucaristia, Crisma ou Confirmação do Batismo, Matrimônio, Ordem (o sacramento da Ordem tem três graus: diaconato = Diácono,  presbiterato = Padre e episcopato =Bispo) e Unção dos Enfermos

O que significa o termo Católica?

Católica quer dizer universal. “A Igreja […] anuncia a totaidade da fé; traz em si e administra a plenitude dos meios de salvação; é enviada a todos os povos, dirige-se a todos os homens; abarca todos os tempos; ‘ela é, por sua própria natureza missionária’ “. (Livros que você pode aprofundar este tema: Concílio Vaticano II, Ad gentes 2; Catecismo da Igreja Católica 868; Eu Creio: Pequeno Catecismo Católico 87).

O que significa a palavra leigo?

Vem do grego laos = povo. É o estado comum dos batizados que pertencem à Igreja Povo de Deus, mas que não são ordenados (diácono, padre, bispo). (para aprofundar Youcat – Catecismo Católico para a juventude).

O que quer dizer clero?

Vem do grego Kleroi e significa herança, parte. É os estado dos batizados, membros da Igreja Povo de Deus que são ordenados (diácono, padre, bispo). (para aprofundar Youcat – Catecismo Católico para a juventude)

Olha o que o governo está fazendo com a educação no Brasil

maio 6, 2013

 

O Governo brasileiro está ignorando os cristãos. nesse caso eu concordo que Católicos e Evangélicos devam se unir para frear esta atrocidade. Foi o professor Filipe quem recomendou este vídeo.

http://http://noticias.gospelmais.com.br/video-zombando-cristaos-brasil-pastora-damares-alves-53325.html

Papa Francisco e a mensagem para os trabalhadores

maio 1, 2013

 

Cidade do Vaticano, 1 mai (EFE).- O papa Francisco criticou nesta quarta-feira “a concepção economicista da sociedade, que procura o lucro egoísta acima dos parâmetros da justiça social” e que tem como uma das consequências o grande número de desempregados neste feriado do Dia do Trabalho.

Como de costume, o pontífice circulou pela praça de São Pedro em um jipe branco entre cerca de 60 mil pessoas, que se reuniram para escutar a catequese de Francisco em sua audiência das quartas-feiras.

Sob vivas e aplausos constantes e numa manhã de sol radiante, o papa abençoava os presentes, beijava os bebês e abraçava os idosos e doentes.

Em seu discurso, o papa criticou o trabalho escravo e o tráfico de seres humanos.

“A dignidade não é dada pelo poder, dinheiro, cultura, não. A dignidade vem do trabalho e um trabalho digno”, pois há muitos “sistemas sociais, políticos e econômicos que fizeram com que esse trabalho signifique se aproveitar dos indivíduos”, disse.

Jorge Mario Bergoglio argumentou que quando a sociedade está organizada de forma “que nem todos têm a possibilidade de trabalhar, essa sociedade não é justa”.

O papa pediu que as autoridades façam esforços para dar um novo impulso ao trabalho e se preocupem com a dignidade das pessoas.

“Peço a todos que na medida de suas responsabilidades se esforcem por criar postos de trabalho e deem esperanças aos trabalhadores”.

Para o papa, o trabalho é parte do projeto de amor de Deus, “estamos convocados a cultivar e cuidar de todos os bens da criação e desta maneira participamos da obra da criação”.

Além disso, o pontífice disse que se ocupar é fundamental para a dignidade das pessoas, “nos faz semelhantes a Deus, que trabalhou, trabalha e atua sempre”.

UMA BELA ORAÇÃO do BISPO BERGOGLIO (PAPA FRANCISCO); Serve para a Catequese

abril 30, 2013

  Uma oração em cada dedo:

1.      O POLEGAR: é o mais próximo de você.Então comece a orar por aqueles que lhe são mais próximos.Eles são os mais facilmente lembrados.Orar pelos nossos entes queridos é “uma doce obrigação”.

2.      O INDICADOR é o dedo seguinte.Ore por aqueles que ensinam,instruem e curam.Isso inclui mestres,professores,médicos e padres.Eles necessitam de apoio e sabedoria para indicar a direção correta aos outros.Mantenha-os em suas orações  sempre presentes.

3.      O DEDO MAIS ALTO é o próximo.Ele nos lembra nossos líderes.Ore pelos presidentes,congressistas,empresários e gestores.Essas pessoas dirigem os destinos das nações e orientam a opinião pública.Eles precisam da orientação de DEUS.

4.      O DEDO ANELAR é o quarto.Embora muitos fiquem surpresos,é nosso dedo mais fraco,como pode dizer qualquer professor de piano.Ele deve nos lembrar de rezar pelos fracos com muitos problemas ou prostrados pela doença.Eles precisam de sua oração dia e noite.Nunca é demais orar por eles.Você também deve lembrar de orar pelos casamentos.

5.      E finalmente o dedo MINDINHO.,o menor de todos,que é a forma como devemos nos ver diante de Deus e dos outros.Como diz a Bíblia, “Os últimos serão os primeiros”Seu dedo mindinho deve lembrá-lo de orar por si mesmo Quando você estiver orando para os outros quatro grupos,suas próprias necessidades estarão na perspectiva correta,e você poderá rezar melhor pelas suas necessidades.  

      (Livre tradução do Padre espanhol,Helder José)

 
 

Angola proíbe operação de igrejas evangélicas do Brasil

abril 29, 2013

 

PATRÍCIA CAMPOS MELLO
DE SÃO PAULO

O governo de Angola baniu a maioria das igrejas evangélicas brasileiras do país.
Segundo o governo, elas praticam “propaganda enganosa” e “se aproveitam das fragilidades do povo angolano”, além de não terem reconhecimento do Estado.
Medida do governo angolano assegura ‘monopólio’ à Universal
“O que mais existe aqui em Angola são igrejas de origem brasileira, e isso é um problema, elas brincam com as fragilidades do povo angolano e fazem propaganda enganosa”, disse à Folha Rui Falcão, secretário do birô político do MPLA (Movimento Popular de Libertação de Angola) e porta-voz do partido, que está no poder desde a independência de Angola, em 1975.
Cerca de 15% da população angolana é evangélica, fatia que tem crescido, segundo o governo.
Em 31 de dezembro do ano passado, morreram 16 pessoas por asfixia e esmagamento durante um culto da Igreja Universal do Reino de Deus em Luanda. O culto reuniu 150 mil pessoas, muito acima da lotação permitida no estádio da Cidadela.
O mote do culto era “O Dia do Fim”, e a igreja conclamava os fiéis a dar “um fim a todos os problemas que estão na sua vida: doença, miséria, desemprego, feitiçaria, inveja, problemas na família, separação, dívidas.”
O governo abriu uma investigação. Em fevereiro, a Universal e outras igrejas evangélicas brasileiras no país — Mundial do Poder de Deus, Mundial Renovada e Igreja Evangélica Pentecostal Nova Jerusalém– foram fechadas.

Entrevista do Padre Pio

abril 26, 2013

Recebi há pouco esta entrevista do Padre Pio e não pude deixar de publicá-la, tamanha a grandeza do que ele viveu nessas missas que se tornaram famosas em todo o mundo. Que nossos fiéis e leitores amigos possam tirar dessas palavras um caminho para melhor assistir a sua missa. Queria acrescentar aqui um pequeno comentário: onde fica, depois de se ler esta pungente entrevista, a missa alegrinha dos carismáticos? Que distância entre esta descrição de um verdadeiro Sacrifício realizado no altar, e os shows mundanos, sentimentais e mediáticos dessa nova religião de Vaticano II.

Padre, o Sr. ama o Sacrifício da Missa?
Sim, porque Ela regenera o mundo.

Que glória dá a Deus a Missa?Uma glória infinita.

Que devemos fazer durante a Missa?
Compadecer-nos e amar.

Padre, como devemos assistir à Santa Missa?
Como assistiram a Santíssima Virgem e as piedosas mulheres. Como assistiu S. João Evangelista ao Sacrifício Eucarístico e ao Sacrifício cruento da Cruz.

Padre, que benefícios recebemos ao assistir à Santa Missa?
Não se podem contar. Vê-lo-ás no céu. Quando assistires à Santa Missa, renova a tua fé e medita na Vítima que se imola por ti à Divina Justiça. Não te afastes do altar sem derramar lágrimas de dor e de amor a Jesus, Crucificado por tua salvação. A Virgem Dolorosa te acompanhará e será tua doce inspiração.

Padre, que é sua Missa?
Uma união sagrada com a Paixão de Jesus. Minha responsabilidade é única no mundo. (Dizia-o chorando.)

Que devo descobrir na sua Santa Missa?
Todo o Calvário.

Padre, diga-me tudo o que o senhor sofre durante a Santa Missa.
Sofro tudo o que Jesus sofreu na sua Paixão, embora sem proporção, só enquanto pode fazê-lo uma criatura humana. E isto, apesar de cada uma de minhas faltas e só por sua bondade.

Padre, durante o Sacrifício divino o senhor carrega os nossos pecados?
Não posso deixar de fazê-lo, já que é uma parte do Santo Sacrifício.
O senhor considera a si mesmo um pecador?
Não o sei, mas temo que assim seja.

Eu já vi o senhor tremer ao subir aos degraus do altar. Por quê? Pelo que tem de sofrer?
Não pelo que tenho de sofrer, mas pelo que tenho de oferecer.

Em que momento da Missa o senhor sofre mais?
Na Consagração e na Comunhão.

Padre, esta manhã na Missa, ao ler a história de Esaú, que vendeu os direitos de sua primogenitura, seus olhos se encheram de lágrimas.
Parece-te pouco desprezar o dom de Deus!?

Por que, ao ler o Evangelho, o senhor chorou quando leu estas palavras: “Quem come a minha carne e bebe o meu sangue…”
Chora comigo de ternura!

Padre, por que o senhor chora quase sempre que lê o Evangelho na Missa?
A nós nos parece que não tem importância que um Deus fale às suas criaturas e elas O contradigam e continuamente O ofendam com sua ingratidão e incredulidade.

Sua Missa, Padre, é um sacrifício cruento?
Herege!

Perdão, Padre, quis dizer que na Missa o Sacrifício de Jesus não é cruento, mas a sua participação em toda a Paixão o é. Engano-me?
Não, nisso não te enganas. Creio que tens toda a razão.

Quem lhe limpa o sangue durante a Missa?
Ninguém.

Padre, por que o senhor chora no Ofertório?
Queres saber o segredo? Pois bem: porque é o momento em que a alma se separa das coisas profanas.

Durante sua Missa, Padre, o povo faz um pouco de barulho…
Se estivesses no Calvário, não ouvirias gritos, blasfêmias, ruídos, e ameaças? Havia um alvoroço enorme.

Não o distraem os ruídos?
Em nada.

Padre, por que sofre tanto na Consagração?
Não sejas maldoso… (Não quero que me perguntes isso…)

Padre, diga-me: por que sofre tanto na Consagração?
Porque nesse momento se produz realmente uma nova e admirável destruição e criação.

Padre, por que chora no altar, e que significam as palavras que pronuncia na Elevação? Pergunto por curiosidade, mas também porque quero repeti-las com o senhor.
Os segredos do Rei Supremo não podem revelar-se nem profanar-se. Pergunta-mes por que choro, mas eu não queria derramar essas pobres lagrimazinhas, mas torrentes de lágrimas. Não meditas neste grandioso mistério?

Padre, o senhor sofre, durante a Missa, a amargura do fel?
Sim, muito freqüentemente…

Padre, como pode estar-se de pé no Altar?
Como estava Jesus na Cruz.

No altar, o senhor está pregado na Cruz, como Jesus no Calvário?
E ainda me perguntas?

Como se acha o senhor?
Como Jesus no Calvário.

Padre, os carrascos deitaram a Cruz no chão para pregar os cravos em Jesus?
Evidentemente.

Ao senhor também lhos pregam?
E de que maneira!

Também deitam a Cruz para o senhor?
Sim, mas não devemos ter medo.

Padre, durante a Missa o senhor pronuncia as Sete Palavras que Jesus disse na Cruz?
Sim, indignamente, mas também as pronuncio.

E a quem diz: “Mulher, eis aí teu filho”?
Digo para Ela: “Eis aqui os filhos de Teu Filho”.

O senhor sofre a sede e o abandono de Jesus?
Sim.

Em que momento?
Depois da Consagração.

Até que momento?
Costuma ser até a Comunhão.

O senhor diz que tem vergonha de dizer: “Procurei quem me consolasse e não achei”. Por quê?
Porque nossos sofrimentos de verdadeiros culpados não são nada em comparação com os de Jesus.

Diante de quem sente vergonha?
Diante de Deus e da minha consciência.

Os Anjos do Senhor o reconfortam no Altar em que o senhor se imola?
Pois… não o sinto.

Se não lhe vem o consolo até à alma durante o Santo Sacrifício, e o senhor sofre, como Jesus, o abandono total, nossa presença não serve para nada.
A utilidade é para vós. Por acaso foi inútil a presença da Virgem Dolorosa, de São João e das piedosas mulheres aos pés de Jesus agonizante?

Que é a Sagrada Comunhão?
É toda uma misericórdia interior e exterior, todo um abraço. Pede a Jesus que se deixe sentir sensivelmente.

Quando Jesus vem, visita somente a alma?
O ser inteiro.

Que faz Jesus na Comunhão?
Deleita-se na sua criatura.

Quando se une a Jesus na Santa Comunhão, que quer peçamos a Deus pelo senhor?
Que eu seja outro Jesus, todo Jesus e sempre Jesus.

O senhor sofre também na Comunhão?
É o ponto culminante.

Depois da Comunhão, continuam seus sofrimentos?
Sim, mas não sofrimentos de amor.

A quem se dirigiu o último olhar de Jesus agonizante?
À sua Mãe.

E o senhor para quem olha?
Para meus irmãos de exílio.

O senhor morre na Santa Missa?
Misticamente, na Sagrada Comunhão.

É por excesso de amor ou de dor?
Por ambas as coisas, porém mais por amor.

Se o senhor morre na Comunhão, continua a ficar no Altar? Por quê?
Jesus morto permanecia pendente da Cruz no Calvário.

Padre, o senhor disse que a vítima morre na Comunhão. Colocam o senhor nos braços de Nossa Senhora?
Nos de São Francisco.

Padre, Jesus desprega os braços da Cruz para descansar no Senhor?
Sou eu quem descansa n’Ele!

Quanto ama a Jesus?
Meu desejo é infinito, mas a verdade é que, infelizmente, tenho de dizer nada e me causa pena.

Padre, por que o senhor chora ao pronunciar a última palavra do Evangelho de São João: “E vimos sua glória como do Unigênito Pai, cheio de graça e de verdade”?
Parece-te pouco? Se os Apóstolos, com seus olhos de carne, viram essa glória, como será a que veremos no Filho de Deus, em Jesus, quando se manifestar no céu?

Que união teremos então com Jesus?
A Eucaristia nos dá uma idéia.

A Santíssima Virgem assiste à sua Missa?
Julgas que a Mãe não se interessa por seu Filho?

E os Anjos?
Em multidões.

Padre, quem está mais perto do Altar?
Todo o Paraíso.

O senhor gostaria de celebrar mais de uma Missa por dia?
Se eu pudesse, não quereria descer do Altar.

Disseram-me que traz com o senhor o seu próprio Altar…
Sim, porque se realizam estas palavras do Apóstolo: “Eu trago no meu corpo os estigmas de Jesus”. “Estou cravado com Cristo na Cruz.” “Castigo o meu corpo, e o reduzo à escravidão…”

Nesse caso, não me engano quando digo que estou vendo Jesus Crucificado!
(Nenhuma resposta)

Padre, o senhor se lembra de mim na Santa Missa?
Durante toda a Missa, desde o princípio até o fim, lembro-me de ti.

A Missa do Padre Pio, em seus primeiros anos, durava mais de duas horas. Sempre foi um êxtase de amor e de dor. Seu rosto estava inteiramente concentrado em Deus e cheio de lágrimas. Um dia, ao confessar-me, perguntei-lhe sobre este grande mistério:

Padre, quero fazer-lhe uma pergunta.
Dize-me, filho.

Padre, queria perguntar-lhe que é a Missa?
Por que me perguntas isto?

Para ouvi-la melhor, Padre.
Filho, posso dizer-te que é a minha Missa.

Pois é isso o que quero saber, Padre.
Meu filho, estamos na Cruz, e a Missa é uma contínua agonia.

Tirada de Tradition Catolica, nº 141, nov. 98   citando “Assim Falou o Padre Pio” (S. Giovanni Rotondo, Foggia, Itália, 1974) com o Imprimatur de D. Fanton, Bispo Auxiliar de Vicenza.

Papa Francisco afirma que Igreja não é “babá” dos cristãos

abril 26, 2013

Papa Francisco afirma que Igreja não é “babá” dos cristãos

Este é tema da Missa da saúde hoje, as 19h na Igreja de Santa Rita.

O papa Francisco declarou nesta quarta-feira que a Igreja não pode assumir o papel de “babá” dos cristãos, que estes têm que descobrir a responsabilidade do que significa ser batizados e que devem defender o Evangelho com coragem, “inclusive sem segurança e entre perseguições”.

O pontífice fez estas declarações em uma missa celebrada na capela da Casa Santa Marta, onde se encontra alojado. Durante o ato, o papa Francisco ressaltou que ser cristão “não é uma carreira, como direito ou medicina”, e assegurou que a potência do batismo dá aos cristãos a coragem de proclamar Cristo sob qualquer condição.

Além disso, o papa lembrou que os primeiros cristãos tinham “apenas” a força do batismo e que, após as primeiras perseguições, foram obrigados a deixar suas casas.

“Levaram poucas coisas. Não tinham segurança, mas foram de lugar em lugar anunciando a Palavra de Deus. Levavam consigo a única riqueza que tinham: a fé. Eram simples fiéis, quase não batizados, mas tinham a coragem de ir e proclamar”, assinalou o papa.

O pontífice também questionou os fiéis presentes para saber se os cristãos de hoje “têm essa mesma força ou esperam que o sacerdote ou o bispo lhes digam o que há de ser feito” e disse que é necessário “ser fiéis ao Espírito Santo para proclamar Jesus com vida, com testemunho e com palavras”.

“Quando fizermos isto, a Igreja se transforma em uma mãe que cria filhos, filhos que levam a mensagem. Mas, quando não fazemos, a Igreja não se transforma em uma mãe, mas em uma babá (…) Temos que pensar no batismo e em nossa responsabilidade de batizados”, afirmou o papa.

“Ser cristão não é fazer uma carreira. Ser cristão é um dom que nos impulsiona a ir para frente com a força do Espírito Santo”, acrescentou o papa, que ressaltou a missão dos fiéis em ser “batizados, valentes e seguros”.

Desde que foi eleito papa, o argentino Jorge Mario Bergoglio oficia todos os dias uma missa na capela da Casa Santa Marta, a qual é acompanhada por cardeais, bispos, membros da Cúria Romana, funcionários do Vaticano e convidados.