Archive for the ‘Uncategorized’ Category

Câmara do Rio aprova quatro feriados durante a Jornada Mundial da Juventude

junho 8, 2013
Akemi Nitahara

Repórter da Agência Brasil

Rio de Janeiro – A Câmara Municipal aprovou hoje (6), por 33 votos a 5, os quatro feriados previstos para a Jornada Mundial da Juventude. O projeto foi encaminhado aos vereadores pelo prefeito Eduardo Paes no dia 15 de maio.

Nos dias 25 e 26 de julho (quinta e sexta-feira), o feriado será integral no município por causa da participação do papa Francisco na Missa de Acolhida e na encenação da Via Crucis na praia de Copacabana, respectivamente.

No dia 23 de julho (terça-feira), o feriado será a partir das 16h, para facilitar a chegada dos peregrinos a Copacabana, onde ocorrerá a cerimônia de abertura da Jornada, com o arcebispo do Rio, dom Orani Tempesta. E, no dia 29 de julho, uma segunda-feira, quando termina o evento, o feriado foi decretado até as 12h para facilitar a saída dos ônibus da cidade.

Os vereadores aprovaram uma emenda ao projeto, que obriga serviços essenciais como hospitais, bares, restaurantes, transporte público e pontos de cultura a funcionarem normalmente.

Anúncios

maio 10, 2013
 
 

Vaticano divulga roteiro de visita de papa Francisco ao Brasil
 
Foi divulgada nessa semana a programação oficial da viagem do papa Francisco ao Brasil. O Santo Padre visitará o Brasil entre os dias 22 e 28 de julho, para participar da Jornada Mundial da Juventude e cumprirá outros compromissos. Esta será a primeira viagem do papa ao exterior, desde a sua eleição em março deste ano.
Francisco chega ao Rio de Janeiro na tarde de 22 de julho. Vai ser recebido no Aeroporto Internacional do Galeão/Antonio Carlos Jobim, pela presidente da República, Dilma Rousseff; pelo arcebispo de São Sebastião do Rio de Janeiro, dom Orani João Tempesta; pelo arcebispo de Aparecida e presidente da CNBB, cardeal Raymundo Damasceno Assis; pelo governador do estado do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral; e pelo prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes.
 
Confira a agenda completa:
Segunda-feira, 22 de julho
08h45 – Partida de Roma
16h – Acolhida oficial no aeroporto do Galeão/Antônio Carlos Jobim
17h – Cerimônia de boas-vindas no Palácio da Guanabara  – Discurso do Papa e da Presidente Dilma Rousseff
17h40 – Encontro privado com a presidente do Brasil, o governador do estado do Rio de Janeiro e o prefeito do RJ
 
Terça-feira, 23 de julho
Todas as atividades do pontífice serão privadas
Quarta-feira, 24 de julho
08h15 – Partida de helicóptero de Sumaré para o Santuário Nacional de Nossa Senhora Aparecida (Aparecida – SP)
09h30 – Chegada a Aparecida
10h – Veneração da imagem de Nossa Senhora Aparecida
10h30 – Missa na Basílica da Padroeira – Homilia do Santo Padre
13h – Almoço com a comitiva papal, bispos da província e seminaristas no Seminário Bom Jesus de Aparecida
16h10 – Partida de helicóptero para o Rio de Janeiro
17h15 – Chegada ao aeroporto de Santos Dumont (RJ)
18h30 – Visita ao hospital de São Francisco de Assis
 
Quinta-feira, 25 de julho
07h30 – Missa na residência de Sumaré no Rio de Janeiro
09h45 – Benção das bandeiras olímpica e paralímpica,no Palácio da cidade do Rio de Janeiro
11h – Visita à comunidade de Varginha (Manguinhos) – Discurso do Papa
18h – Festa de acolhida dos jovens participantes da Jornada Mundial da Juventude em Copacabana – Saudação e discurso do Papa
Sexta-feira, 26 de julho
07h30 – Missa na residência de Sumaré
10h – Confissão de alguns jovens da JMJ, no Parque da Quinta da Boa Vista
11h30 – Breve encontro com alguns jovens detentos no Palácio Arquiepiscopal São Joaquim
12h – Oração do Angelus, do Balcão do Palácio Arquiepiscopal São Joaquim – Discurso do Papa
12h15 – Saudação aos membros Comitê Organizador da JMJ e aos Benfeitores
13h – Almoço com jovens no Palácio Arquiepiscopal São Joaquim
18h – Via-Sacra com os jovens na Praia de Copabacana – Discurso do Papa
 
Sábado, 27 de julho
9h – Missa com os bispos presentes na JMJ, sacerdotes, religiosos e seminaristas na Catedral São Sebastião – Homilia do Papa
11h30 – Encontro com a classe dirigente do Brasil (políticos, diplomatas, expoentes da sociedade civil, empresários) no Teatro Municipal do Rio de Janeiro – Discurso do Papa
13h30 – Almoço com os cardeais brasileiros, a presidência da CNBB, os bispos regionais e a comitiva papal no Sumaré
19h30 – Vigília de Oração com os jovens no Campus Fidei, em Guaratiba – Discurso do Papa
 
Domingo, 28 de julho
10h – Missa com os jovens no Campus Fidei em Guaratiba – Homilia do Papa
Oração do Angelus – Discurso do Papa
14h – Almoço com a comitiva papal no Sumaré
16h – Encontro com o Comitê de Coordenação do Conselho Episcopal Latino-Americano (CELAM) no Centro de Estudos do Sumaré – Discurso do Papa
16h40 – Despedida da Residência de Sumaré
17h30 – Encontro com os voluntários da JMJ no Rio Centro – Discurso do Papa
18h30 – Cerimônia de despedida no aeroporto do Galeão/Antonio Carlos Jobim – Discurso do Papa
19h – Partida para Roma
 
Segunda-feira, 29 de julho
11h30 – Previsão de chegada a Roma (hora italiana, 06h30 no Brasil)
 
Foi divulgada nessa semana a programação oficial da viagem do papa Francisco ao Brasil. O Santo Padre visitará o país entre os dias 22 e 28 de julho, para participar da Jornada Mundial da Juventude e cumprirá outros compromissos. Esta será a primeira viagem do papa ao exterior, desde a sua eleição em março deste ano.

Francisco chega ao Rio de Janeiro na tarde de 22 de julho. Vai ser recebido no Aeroporto Internacional do Galeão/Antonio Carlos Jobim, pela presidente da República, Dilma Rousseff; pelo arcebispo de São Sebastião do Rio de Janeiro, dom Orani João Tempesta; pelo arcebispo de Aparecida e presidente da CNBB, cardeal Raymundo Damasceno Assis; pelo governador do estado do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral; e pelo prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes.

Confira a agenda completa:

Segunda-feira, 22 de julho

08h45 – Partida de Roma
16h – Acolhida oficial no aeroporto do Galeão/Antônio Carlos Jobim
17h – Cerimônia de boas-vindas no Palácio da Guanabara – Discurso do papa e da presidente Dilma Rousseff
17h40 – Encontro privado com a presidente do Brasil, o governador do estado do Rio de Janeiro e o prefeito do RJ

Terça-feira, 23 de julho

Todas as atividades do pontífice serão privadas

Quarta-feira, 24 de julho

08h15 – Partida de helicóptero de Sumaré para o Santuário Nacional de Nossa Senhora Aparecida (Aparecida – SP)
10h – Veneração da imagem de Nossa Senhora Aparecida
10h30 – Missa na Basílica da Padroeira – Homilia do Santo Padre
13h – Almoço com a comitiva papal, bispos da província e seminaristas no Seminário Bom Jesus de Aparecida
16h10 – Partida de helicóptero para o Rio de Janeiro
17h15 – Chegada ao aeroporto de Santos Dumont (RJ)
18h30 – Visita ao hospital de São Francisco de Assis

Quinta-feira, 25 de julho

07h30 – Missa na residência de Sumaré, no Rio de Janeiro
09h45 – Benção das bandeiras olímpica e paralímpica, no Palácio da cidade do Rio de Janeiro
11h – Visita à comunidade de Varginha (Manguinhos) – Discurso do Papa
18h – Festa de acolhida dos jovens participantes da Jornada Mundial da Juventude em Copacabana – Saudação e discurso do papa

Sexta-feira, 26 de julho

07h30 – Missa na residência de Sumaré
10h – Confissão de alguns jovens da JMJ, no Parque da Quinta da Boa Vista
11h30 – Breve encontro com alguns jovens detentos no Palácio Arquiepiscopal São Joaquim
12h – Oração do Angelus, do Balcão do Palácio Arquiepiscopal São Joaquim – Discurso do Papa
12h15 – Saudação aos membros Comitê Organizador da JMJ e aos Benfeitores
13h – Almoço com jovens no Palácio Arquiepiscopal São Joaquim
18h – Via-Sacra com os jovens na Praia de Copabacana – Discurso do Papa

Sábado, 27 de julho

9h – Missa com os bispos presentes na JMJ, sacerdotes, religiosos e seminaristas na Catedral São Sebastião – Homilia do papa
11h30 – Encontro com a classe dirigente do Brasil (políticos, diplomatas, expoentes da sociedade civil, empresários) no Teatro Municipal do Rio de Janeiro – Discurso do papa
13h30 – Almoço com os cardeais brasileiros, a presidência da CNBB, os bispos regionais e a comitiva papal no Sumaré
19h30 – Vigília de Oração com os jovens no Campus Fidei, em Guaratiba – Discurso do papa

Domingo, 28 de julho

10h – Missa com os jovens no Campus Fidei em Guaratiba – Homilia do Papa
Oração do Angelus – Discurso do Papa
14h – Almoço com a comitiva papal no Sumaré
16h – Encontro com o Comitê de Coordenação do Conselho Episcopal Latino-Americano (CELAM) no Centro de Estudos do Sumaré – Discurso do Papa
16h40 – Despedida da Residência de Sumaré
17h30 – Encontro com os voluntários da JMJ no Rio Centro – Discurso do Papa
18h30 – Cerimônia de despedida no aeroporto do Galeão/Antonio Carlos Jobim – Discurso do Papa
19h – Partida para Roma

Segunda-feira, 29 de julho

11h30 – Previsão de chegada a Roma (hora italiana, 06h30 no Brasil)

DVD da Quinzena: Evangelização e fé. Dê este presente à sua família.

maio 10, 2013

A Novena de Santa Rita começa nesta segunda-feira, 13 de maio, às 19h na Matriz

maio 9, 2013

Santa Rita

Olha o que o governo está fazendo com a educação no Brasil

maio 6, 2013

 

O Governo brasileiro está ignorando os cristãos. nesse caso eu concordo que Católicos e Evangélicos devam se unir para frear esta atrocidade. Foi o professor Filipe quem recomendou este vídeo.

http://http://noticias.gospelmais.com.br/video-zombando-cristaos-brasil-pastora-damares-alves-53325.html

Entrevista do Padre Pio

abril 26, 2013

Recebi há pouco esta entrevista do Padre Pio e não pude deixar de publicá-la, tamanha a grandeza do que ele viveu nessas missas que se tornaram famosas em todo o mundo. Que nossos fiéis e leitores amigos possam tirar dessas palavras um caminho para melhor assistir a sua missa. Queria acrescentar aqui um pequeno comentário: onde fica, depois de se ler esta pungente entrevista, a missa alegrinha dos carismáticos? Que distância entre esta descrição de um verdadeiro Sacrifício realizado no altar, e os shows mundanos, sentimentais e mediáticos dessa nova religião de Vaticano II.

Padre, o Sr. ama o Sacrifício da Missa?
Sim, porque Ela regenera o mundo.

Que glória dá a Deus a Missa?Uma glória infinita.

Que devemos fazer durante a Missa?
Compadecer-nos e amar.

Padre, como devemos assistir à Santa Missa?
Como assistiram a Santíssima Virgem e as piedosas mulheres. Como assistiu S. João Evangelista ao Sacrifício Eucarístico e ao Sacrifício cruento da Cruz.

Padre, que benefícios recebemos ao assistir à Santa Missa?
Não se podem contar. Vê-lo-ás no céu. Quando assistires à Santa Missa, renova a tua fé e medita na Vítima que se imola por ti à Divina Justiça. Não te afastes do altar sem derramar lágrimas de dor e de amor a Jesus, Crucificado por tua salvação. A Virgem Dolorosa te acompanhará e será tua doce inspiração.

Padre, que é sua Missa?
Uma união sagrada com a Paixão de Jesus. Minha responsabilidade é única no mundo. (Dizia-o chorando.)

Que devo descobrir na sua Santa Missa?
Todo o Calvário.

Padre, diga-me tudo o que o senhor sofre durante a Santa Missa.
Sofro tudo o que Jesus sofreu na sua Paixão, embora sem proporção, só enquanto pode fazê-lo uma criatura humana. E isto, apesar de cada uma de minhas faltas e só por sua bondade.

Padre, durante o Sacrifício divino o senhor carrega os nossos pecados?
Não posso deixar de fazê-lo, já que é uma parte do Santo Sacrifício.
O senhor considera a si mesmo um pecador?
Não o sei, mas temo que assim seja.

Eu já vi o senhor tremer ao subir aos degraus do altar. Por quê? Pelo que tem de sofrer?
Não pelo que tenho de sofrer, mas pelo que tenho de oferecer.

Em que momento da Missa o senhor sofre mais?
Na Consagração e na Comunhão.

Padre, esta manhã na Missa, ao ler a história de Esaú, que vendeu os direitos de sua primogenitura, seus olhos se encheram de lágrimas.
Parece-te pouco desprezar o dom de Deus!?

Por que, ao ler o Evangelho, o senhor chorou quando leu estas palavras: “Quem come a minha carne e bebe o meu sangue…”
Chora comigo de ternura!

Padre, por que o senhor chora quase sempre que lê o Evangelho na Missa?
A nós nos parece que não tem importância que um Deus fale às suas criaturas e elas O contradigam e continuamente O ofendam com sua ingratidão e incredulidade.

Sua Missa, Padre, é um sacrifício cruento?
Herege!

Perdão, Padre, quis dizer que na Missa o Sacrifício de Jesus não é cruento, mas a sua participação em toda a Paixão o é. Engano-me?
Não, nisso não te enganas. Creio que tens toda a razão.

Quem lhe limpa o sangue durante a Missa?
Ninguém.

Padre, por que o senhor chora no Ofertório?
Queres saber o segredo? Pois bem: porque é o momento em que a alma se separa das coisas profanas.

Durante sua Missa, Padre, o povo faz um pouco de barulho…
Se estivesses no Calvário, não ouvirias gritos, blasfêmias, ruídos, e ameaças? Havia um alvoroço enorme.

Não o distraem os ruídos?
Em nada.

Padre, por que sofre tanto na Consagração?
Não sejas maldoso… (Não quero que me perguntes isso…)

Padre, diga-me: por que sofre tanto na Consagração?
Porque nesse momento se produz realmente uma nova e admirável destruição e criação.

Padre, por que chora no altar, e que significam as palavras que pronuncia na Elevação? Pergunto por curiosidade, mas também porque quero repeti-las com o senhor.
Os segredos do Rei Supremo não podem revelar-se nem profanar-se. Pergunta-mes por que choro, mas eu não queria derramar essas pobres lagrimazinhas, mas torrentes de lágrimas. Não meditas neste grandioso mistério?

Padre, o senhor sofre, durante a Missa, a amargura do fel?
Sim, muito freqüentemente…

Padre, como pode estar-se de pé no Altar?
Como estava Jesus na Cruz.

No altar, o senhor está pregado na Cruz, como Jesus no Calvário?
E ainda me perguntas?

Como se acha o senhor?
Como Jesus no Calvário.

Padre, os carrascos deitaram a Cruz no chão para pregar os cravos em Jesus?
Evidentemente.

Ao senhor também lhos pregam?
E de que maneira!

Também deitam a Cruz para o senhor?
Sim, mas não devemos ter medo.

Padre, durante a Missa o senhor pronuncia as Sete Palavras que Jesus disse na Cruz?
Sim, indignamente, mas também as pronuncio.

E a quem diz: “Mulher, eis aí teu filho”?
Digo para Ela: “Eis aqui os filhos de Teu Filho”.

O senhor sofre a sede e o abandono de Jesus?
Sim.

Em que momento?
Depois da Consagração.

Até que momento?
Costuma ser até a Comunhão.

O senhor diz que tem vergonha de dizer: “Procurei quem me consolasse e não achei”. Por quê?
Porque nossos sofrimentos de verdadeiros culpados não são nada em comparação com os de Jesus.

Diante de quem sente vergonha?
Diante de Deus e da minha consciência.

Os Anjos do Senhor o reconfortam no Altar em que o senhor se imola?
Pois… não o sinto.

Se não lhe vem o consolo até à alma durante o Santo Sacrifício, e o senhor sofre, como Jesus, o abandono total, nossa presença não serve para nada.
A utilidade é para vós. Por acaso foi inútil a presença da Virgem Dolorosa, de São João e das piedosas mulheres aos pés de Jesus agonizante?

Que é a Sagrada Comunhão?
É toda uma misericórdia interior e exterior, todo um abraço. Pede a Jesus que se deixe sentir sensivelmente.

Quando Jesus vem, visita somente a alma?
O ser inteiro.

Que faz Jesus na Comunhão?
Deleita-se na sua criatura.

Quando se une a Jesus na Santa Comunhão, que quer peçamos a Deus pelo senhor?
Que eu seja outro Jesus, todo Jesus e sempre Jesus.

O senhor sofre também na Comunhão?
É o ponto culminante.

Depois da Comunhão, continuam seus sofrimentos?
Sim, mas não sofrimentos de amor.

A quem se dirigiu o último olhar de Jesus agonizante?
À sua Mãe.

E o senhor para quem olha?
Para meus irmãos de exílio.

O senhor morre na Santa Missa?
Misticamente, na Sagrada Comunhão.

É por excesso de amor ou de dor?
Por ambas as coisas, porém mais por amor.

Se o senhor morre na Comunhão, continua a ficar no Altar? Por quê?
Jesus morto permanecia pendente da Cruz no Calvário.

Padre, o senhor disse que a vítima morre na Comunhão. Colocam o senhor nos braços de Nossa Senhora?
Nos de São Francisco.

Padre, Jesus desprega os braços da Cruz para descansar no Senhor?
Sou eu quem descansa n’Ele!

Quanto ama a Jesus?
Meu desejo é infinito, mas a verdade é que, infelizmente, tenho de dizer nada e me causa pena.

Padre, por que o senhor chora ao pronunciar a última palavra do Evangelho de São João: “E vimos sua glória como do Unigênito Pai, cheio de graça e de verdade”?
Parece-te pouco? Se os Apóstolos, com seus olhos de carne, viram essa glória, como será a que veremos no Filho de Deus, em Jesus, quando se manifestar no céu?

Que união teremos então com Jesus?
A Eucaristia nos dá uma idéia.

A Santíssima Virgem assiste à sua Missa?
Julgas que a Mãe não se interessa por seu Filho?

E os Anjos?
Em multidões.

Padre, quem está mais perto do Altar?
Todo o Paraíso.

O senhor gostaria de celebrar mais de uma Missa por dia?
Se eu pudesse, não quereria descer do Altar.

Disseram-me que traz com o senhor o seu próprio Altar…
Sim, porque se realizam estas palavras do Apóstolo: “Eu trago no meu corpo os estigmas de Jesus”. “Estou cravado com Cristo na Cruz.” “Castigo o meu corpo, e o reduzo à escravidão…”

Nesse caso, não me engano quando digo que estou vendo Jesus Crucificado!
(Nenhuma resposta)

Padre, o senhor se lembra de mim na Santa Missa?
Durante toda a Missa, desde o princípio até o fim, lembro-me de ti.

A Missa do Padre Pio, em seus primeiros anos, durava mais de duas horas. Sempre foi um êxtase de amor e de dor. Seu rosto estava inteiramente concentrado em Deus e cheio de lágrimas. Um dia, ao confessar-me, perguntei-lhe sobre este grande mistério:

Padre, quero fazer-lhe uma pergunta.
Dize-me, filho.

Padre, queria perguntar-lhe que é a Missa?
Por que me perguntas isto?

Para ouvi-la melhor, Padre.
Filho, posso dizer-te que é a minha Missa.

Pois é isso o que quero saber, Padre.
Meu filho, estamos na Cruz, e a Missa é uma contínua agonia.

Tirada de Tradition Catolica, nº 141, nov. 98   citando “Assim Falou o Padre Pio” (S. Giovanni Rotondo, Foggia, Itália, 1974) com o Imprimatur de D. Fanton, Bispo Auxiliar de Vicenza.

Trote nos pastores não são apenas trote, mas revelam superficialidade.

abril 23, 2013

Esta gravação elucidam como que para os Pastores tudo é demônio. Eles usam esse truque para enganar pessoas de boa fé. Se soubessem ou pelo menos acreditassem no que faz em saberiam discernir que é um trote.

http://http://www.youtube.com/watch?v=IiisTaNSam4

O acórdão do julgamento do Supremo Tribunal Federal (STF) sobre o maior escândalo de corrupção do governo Luiz Inácio Lula da Silva

abril 23, 2013

O acórdão do julgamento do Supremo Tribunal Federal (STF) sobre o maior escândalo de corrupção do governo Luiz Inácio Lula da Silva foi publicado nesta segunda-feira com dezenas de citações ao ex-presidente. O documento do mensalão, com 8.405 páginas, traz ainda diversas referências a desvios de recursos públicos, compra de votos e compra de apoio político também estão entre as expressões mais citadas.

O nome do ex-presidente, que não é um dos réus, aparece 82 vezes, havendo ainda outras 41 menções a governo Lula. A maioria se trata da citação de depoimentos de personagem do escândalo, como o deputado cassado Roberto Jefferson (PTB), um dos 25 condenados. Há ainda outras 52 referências a Palácio do Planalto, boa parte delas sobre a atuação do ministro-chefe da Casa Civil, José Dirceu, descrito como articulador e controlador do esquema.

A palavra que dá nome ao escândalo, mensalão, foi usada 234 vezes no documento. Os ministros falaram 88 vezes em desvios de recursos públicos, 87 vezes em compra de votos e 65 vezes em compra de apoio político. Principal tese de defesa dos condenados, o caixa dois foi mencionado 140 vezes.

Diferente da praxe no tribunal, as discussões em plenário foram mantidas quase de forma integral. Apenas o ministro Celso de Mello pediu para retirar algumas declarações. O trecho em que o relator, Joaquim Barbosa, acusa o revisor, Ricardo Lewandowski, de advogar para um dos réus foi mantido, assim como a réplica do revisor questionando se Barbosa trabalhava para o Ministério Público.

Contradição

O acórdão trouxe ainda uma contradição em relação à situação de quatro réus. O ex-presidente do PP, Pedro Corrêa, o ex-assessor do partido João Cláudio Genú, o ex-advogado do empresário Marcos Valério, Rogério Tolentino, e o ex-sócio da corretora Bônus Banval, Enilvaldo Quadrado, aparecem como condenados em um trecho do documento pelo crime de formação de quadrilha e absolvidos em outra parte. Isso ocorreu porque o ministro Marco Aurélio na antepenúltima sessão decidiu mudar seu voto livrando todos da acusação e o documento acabou trazendo a incoerência. O STF informou que cabe às partes no processo apresentar recurso para esclarecer o tema.

Aposentadoria: Importante para todo o povo brasileiro

abril 22, 2013

É assim que começa.

Peço a cada destinatário para encaminhar este e-mail a um mínimo de vinte pessoas em sua lista de endereços, e pedir a cada um deles para fazer o mesmo.
Em três dias, a maioria das pessoas no Brasil terá esta mensagem. Esta é uma idéia que realmente deve ser considerada e repassada para o Povo.
Lei de Reforma do Congresso de 2011 (emenda à Constituição) PEC de iniciativa popular: Lei de Reforma do Congresso (proposta de emenda à Constituição Federal)

1. O congressista será assalariado somente durante o mandato. Não haverá ‘aposentadoria por tempo de parlamentar’, mas contará o prazo de mandato exercido para agregar ao seu tempo de serviço junto ao INSS referente à sua profissão civil.2. O Congresso (congressistas e funcionários) contribui para o INSS. Toda a contribuição (passada, presente e futura) para o fundo atual de aposentadoria do Congresso passará para o regime do INSS imediatamente. Os senhores Congressistas participarão dos benefícios dentro do regime do INSS exatamente como todos outros brasileiros. O fundo de aposentadoria não pode ser usado para qualquer outra finalidade.

3. Os senhores congressistas e assessores devem pagar seus planos de aposentadoria, assim como todos os brasileiros.
4 Aos Congressistas fica vedado aumentar seus próprios salários e gratificações fora dos padrões do crescimento de salários da população em geral, no mesmo período.

5. O Congresso e seus agregados perdem seus atuais seguros de saúde pagos pelos contribuintes e passam a participar do mesmo sistema de saúde do povo brasileiro.
6. O Congresso deve igualmente cumprir todas as leis que impõe ao povo brasileiro, sem qualquer imunidade que não aquela referente à total liberdade de expressão quando na tribuna do Congresso.
7. Exercer um mandato no Congresso é uma honra, um privilégio e uma responsabilidade, não um uma carreira. Parlamentares não devem servir em mais de duas legislaturas consecutivas.
8. É vedada a atividade de lobista ou de ‘consultor’ quando o objeto tiver qualquer laço com a causa pública. “
Se cada pessoa repassar esta mensagem para um mínimo de vinte pessoas, em três dias a maioria das pessoas no Brasil receberá esta mensagem.
A hora para esta PEC – Proposta de Emenda Constitucional – é AGORA.
É ASSIM QUE VOCÊ PODE CONSERTAR O CONGRESSO.
Se você concorda com o exposto, REPASSE. Caso contrário, basta apagar e dormir sossegado.
Por favor, mantenha esta mensagem CIRCULANDO para que possamos ajudar a reformar o Brasil

.

Festa de Santa Rita 2013

abril 18, 2013